menu

Ceará

28/09/2017


Aplicativo ajudará polícia a identificar crimes

A utilização de ferramenta colaborativa para tornar mais ágil e eficaz o trabalho da polícia. Para cumprir esse objetivo, o Governo do Ceará lançou nesta quinta-feira (28) o aplicativo 190, voltado para smartphones. A novidade abrirá nova porta de acesso do cidadão aos serviços de socorro da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O lançamento da tecnologia ocorreu no Palácio da Abolição, em cerimônia presidida pelo governador Camilo Santana (PT), e com as presenças do titular da SSPDS, André Costa, do vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan, dentre outras autoridades políticas e de Segurança do Estado.

Iniciativa que integra o Pacto por um Ceará Pacífico, o APP 190 funcionará para o registro virtual de ocorrências de roubo e lesão através do celular. O usuário precisa, para acessar ao serviço, ter um aparelho móvel com os sistemas operacionais Android (fazer o download em Google Play) ou IOS (APP Store), com tecnologias 3G, Wi-Fi e GPS, além de aceitar as políticas de privacidade e de segurança da informação.

As ocorrências que poderão ser registradas via APP 190 são aquelas mais recorrentes em ligações para o número de telefone 190: lesão à bala, à faca e a outros; roubo à pessoa, a veículo, a estabelecimento comercial e à residência; disparo de arma de fogo e incêndio à residência, à vegetação e em prédio comercial.

Comodidade e credibilidade

Camilo Santana destaca que o APP 190 amplia a acessibilidade aos serviços de segurança com uma ferramenta rápida e sem burocracia. O governador também expõe que a tecnologia trará mais credibilidade e convicção da Ciops com relação às solicitações feitas pelos usuários.

“Se o fato ocorrer naquele momento, a pessoa pode fazer o registro do cidadão, do veículo, pode gravar, bater uma foto e enviar pelo aplicativo. Imediatamente, ao receber a solicitação, a Ciops já encaminha para a viatura mais próxima ao local onde o fato ocorreu. E o mais importante: a tecnologia evita o trote. São quase 2,5 milhões de trotes para a polícia no Ceará. O dispositivo identifica quem enviou a denúncia do ato criminoso, então a polícia terá mais conhecimento sobre quem procurar em caso de que se confirme uma possível informação falsa”, detalha Camilo.

Todo usuário deverá, ao utilizar pela primeira vez o aplicativo, realizar um cadastro prévio com os dados necessários para abrir uma ocorrência.

Brasil 247

Notícias relacionadas