menu

Brasil

30/05/2016


Após vazamento de áudios, protesto impede entrada de ministro na CGU

Um protesto realizado na manhã desta segunda-feira 30 por analistas e técnicos de finanças e controle, organizado pelo sindicato da categoria, pede a exoneração do ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira.

O ato impediu que Silveira entrasse na sede da Controladoria Geral da União (CGU). O ministro interino tentou entrar no prédio, mas acabou deixando o local diante da manifestação. Na manifestação, servidores do órgão lavam as escadas do prédio.

Neste domingo, o Fantástico, da TV Globo, divulgou áudios de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, que revelam críticas de Silveira à Operação Lava Jato e orientações suas ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para enfrentar as investigações.

"Não tem como manter o ministro nessa situação. Estamos conversando com as chefias e já tem vários querendo entregar os cargos até que o ministro seja exonerado", disse Rudinei Marques, presidente do Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle.

"O Sr. Fabiano Martins Silveira, ao participar de reuniões escusas para aconselhar investigados na operação Lava Jato, bem como ao fazer gestões junto a autoridades e órgãos públicos a fim de apurar denúncias contra seus aliados políticos, demonstrou não preencher os requisitos de conduta necessários para estar à frente de um órgão que zela pela transparência pública e pelo combate à corrupção", diz trecho da nota divulgada pela entidade.

Em nota, Silveira disse que esteve na reunião na casa de Renan "de passagem" e que esteve "involuntariamente" em uma conversa informal. Também informou que "não sabia da presença desse senhor Sérgio Machado, com quem o atual ministro não tem nem nunca teve nenhuma relação, profissional ou pessoal", e que seria impossível controlar o Ministério Público.

Assista a um vídeo do protesto:

Notícias relacionadas