menu

Brasil

11/04/2014


Armando estará com Dilma nas agendas do Estado

PERNAMBUCO

A visita da presidente Dilma Rousseff (PT) a Pernambuco na próxima segunda-feira será administrativa e o roteiro inclui um encontro com o governador João Lyra (PSB), da oposição, mas quem deve lucrar são os pré-candidatos apoiados pela petista no estado. O senador Armando Monteiro (PTB), que disputará o governo do estado, e o deputado federal João Paulo (PT), na briga pelo Senado, já reservaram o dia intereiramente para a presidente.

Armando Monteiro e João Paulo, ao lado do senador e líder do PT no Senado, Humberto Costa, receberão Dilma no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, no Recife, e de lá seguem de helicóptero com a presidente até o Complexo Industrial Portuário de Suape. No local, haverá a inauguração do navio Dragão do Mar, construído pelo Estaleiro Atlântico Sul. Em seguida, o petebista e os petistas acompanham Dilma até Serra Talhada, no Sertão pernambucano, para inaugurar a segunda etapa da Adutora do Pajeú. A cidade é administrada pelo prefeito Luciano Duque (PT).

Inicialmente, Dilma teria apenas uma agenda matinal no Recife. Nos bastidores, há a informação de que o compromisso em Serra Talhada, definido na noite de ontem, é para atender a um pedido de Armando Monteiro. O petebista já teria levado essa demanda à presidente em Brasília. Com a aparição junto a Dilma no Sertão, o senador espera fortalecer na região a imagem de que é o candidato dela.

As inserções partidárias de Armando Monteiro já estão prontas, mas as cenas registradas em Suape e Serra Talhada podem ser incluídas nos programetes que vão ao ar no fim deste mês e início de maio. Pré-testes serão realizados antes que o primeiro vídeo seja veiculado, no dia 26 de abril.

O roteiro de Armando Monteiro, João Paulo e Humberto junto a Dilma não terminará em Serra Talhada. Os três seguirão para Brasília no mesmo avião que a presidente. Os pré-candidatos já se preparam para aproveitar cada minuto das três horas de voo que terão no trajeto até a capital federal. O principal ponto da conversa eleitoral será a “costura” de uma nova visita da petista a Pernambuco.


Lula

Se Dilma dará atenção total a Armando e João Paulo, o mesmo não se pode dizer de Lula (PT). Ontem, o deputado federal esteve em São Paulo para tentar um encontro com o ex-presidente pela manhã, mas não obteve sucesso. Com a agenda tomada de compromissos, o petista não pôde receber o correligionário na capital paulista e o único horário disponível era incompatível com o do parlamentar. João Paulo foi atendido pelo diretor do Instituto Lula, Luiz Ducci. “Com ele, não tratei da visita de Lula a Pernambuco”, diz.

(Diário de Pernambuco)

Notícias relacionadas