menu

Brasil

21/09/2014


Ashraf Ghani é declarado vencedor das eleições no Afeganistão

A comissão eleitoral do Afeganistão anunciou hoje (21) que o economista Ashraf Ghani foi o vencedor do segundo turno das eleições presidenciais no país, em junho, e que terminou em um impasse político. Ghani e Abdullah Abdullah eram os dois adversários que concorriam à sucessão do presidente Hamid Karzai.

Após o segundo turno, Abdullah denunciou fraudes massivas, o que provocou um processo de revisão eleitoral. A tensão subiu rapidamente entre os partidários dos dois candidatos. Ghani e Abdullah assinaram hoje um acordo de governo de união nacional, em uma cerimônia em Cabul.

O acordo dá a Presidência a Ghani e Abdullah deverá ser nomeado para um novo cargo, o de "chefe executivo", função semelhante à de primeiro-ministro. As Nações Unidas pressionaram para a constituição de um "governo de união nacional" a fim de evitar o regresso das divisões étnicas da guerra civil do final de 1990.

A comunidade internacional – em particular os Estados Unidos, principal doador para o Afeganistão – está preocupada com os riscos da agitação política a poucos meses da retirada das forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), prevista para o fim do ano.

Notícias relacionadas