menu

Brasil

16/09/2019


Criticado no Brasil, Paulo Freire é celebrado na Suíça

Criticado pelo governo Bolsonaro no Brasil, o educador Paulo Freire é celebrado no exterior, 22 anos depois da sua morte. Professores da Suíça e do Brasil se reuniram na Universidade de Genebra, num seminário de dois dias, para analisar a obra de Paulo Freire, que continua a inspirar especialistas da educação em todo o mundo.

Debater a obra de Paulo Freire entre os professores que estudam o tema e como ela pode ser aplicada hoje em dia eram alguns dos objetivos do seminário, que também serviu como uma homenagem ao educador, segundo Abdeljalil Akkari, professor de Educação Internacional e Comparada da Universidade de Genebra e chefe de um grupo de pesquisa que estuda Paulo Freire na instituição.

“Paulo Freire é um pedagogo global. Não significa que a obra não necessita crítica, reescrita, investigação, pesquisa, mas precisamos entender que a obra de Paulo Freire, na verdade, pertence mais ao mundo que ao Brasil”, diz.


Revista NORDESTE

Notícias relacionadas