menu

Brasil

27/05/2015


Auditores arrecadaram r$ 3,7 mi para ONG ligada à mulher de Richa

O Ministério Público investiga a meta imposta a auditores fiscais do Paraná, responsáveis pela arrecadação de impostos estaduais, para ajudar uma ONG vinculada à mulher do governador Beto Richa (PSDB), Fernanda Richa.

A campanha de arrecadação, promovida desde 2011 pelo sindicato da categoria, o Sindafep, já arrecadou R$ 3,7 milhões para a compra de cobertores para famílias carentes do Paraná, em parceria com o Provopar (Programa do Voluntariado Paranaense).

O MP apura uma denúncia anônima que acusa Fernanda Richa de exigir doações ao Provopar e à campanha do marido em troca da promoção de auditores, em 2014.

Os dois lados negam irregularidades.

Brasil 247

Notícias relacionadas