menu

Brasil

11/01/2016


Autocrítica: Ex-ministro da Edução afirma que “PT tem que ir além do PT”

"O PT tem que ir além do PT". Com essa declaração, o ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro segue a linha de petistas históricos, como Patrus Ananias e Jaques Wagner, que vêm defendendo um movimento de autocrítica no partido.

Segundo o ex-ministro, "o PT fez coisas muito boas para o país, fez um trabalho extraordinário de inclusão social, mas estamos em uma hora em que muito do que foi feito de inclusão social tem que ser revisto para que valha o que tem êxito".

"O PT ficou, de certa forma, prisioneiro de uma base, em parte sindicalista, que diante das crises recebia mais dinheiro", afirma. Segundo ele, "o PT tem que deixar de lado uma posição que ele sempre teve, que foi a de transferir dinheiro para essa base".

"Ele tem que ver que não há esse dinheiro para transferir, tem que dizer isso com clareza e se as pessoas não entenderem ou não quiserem entender, é outro problema. A questão agora é gastar melhor o dinheiro que tem. Há uma série de medidas que poderiam ser feitas, mas que trariam problemas com os grupos políticos que apoiam o Governo", avaliou, ainda.

Em entrevista a Talita Bedinelli, da versão em português do jornal espanhol El País, Janine Ribeiro, que é um dos principais porta-vozes do movimento contra o impeachment no meio intelectual, avalia que esta "não é a questão mais relevante hoje".

O principal, diz ele, é "o que o Brasil vai fazer em relação a três aspectos básicos: O primeiro deles é como recuperar o crescimento econômico. O segundo é como recuperar e completar a inclusão social (…). E o terceiro aspecto é que você tem que fazer tudo isso de uma maneira sustentável".

Brasil 247

Notícias relacionadas