menu

Maranhão

28/12/2016


Avançam negociações para implantar Instituto Confúcio no estado

Em reunião realizada na tarde da última segunda-feira (26), o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada e o assessor de Internacionalização da Universidade Federal do Maranhão, Allan Kardec Barros, trataram dos avanços acerca da implantação do Instituto Confúcio aqui no Maranhão.

A ideia da implantação do instituto no estado é um projeto do Governo do Estado que deve ser executado através da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). “É com grande satisfação que estamos trabalhando para trazer o instituto e toda a sua metodologia para o Maranhão, só temos a ganhar”, disse o secretário Jhonatan Almada.

Segundo Allan Kardec, é um passo muito importante para o Estado. “Temos uma relação forte com o Governo da China. Participam desse diálogo diversos parceiros como a Universidade Federal do Maranhão (Ufma) e Universidade de Hubei. O Maranhão anseia muito pelo instituto”, relatou.

Vinculado diretamente ao Ministério da Educação da China, o Instituto Confúcio existe há algum tempo na Alemanha e Japão e estabelece uma agência de cooperação internacional. Por meio desse mecanismo (cooperação internacional), ele dissemina a cultura do país que o acolhe. “Essa é uma vertente muito importante que o instituto agrega, apresentar a cultura da China, além de, ensinar o mandarim”, destacou Allan Kardec.

A expectativa dos órgãos é que até o segundo semestre do próximo ano seja iniciado um curso de ensino da língua chinesa.

Instituto Confúcio

O Instituto Confúcio oferece curso de língua chinesa, utilizando material aprovado pelo Ministério da Educação. A supervisão pedagógica é realizada pela Universidade de Hubei, da China. Todos os profissionais são chineses, com grande experiência de ensino. Os professores são selecionados e aprovados pelo Instituto Confúcio, da China, para garantir um padrão de ensino elevado, além de oferecer aos alunos o conhecimento do ambiente político, econômico e cultural do país asiático.

O Imparcial

Notícias relacionadas