menu

13/07/2019


Banco Daycoval explica como obter crédito para quem é empreendedor

Novidade no mercado para o mundo de empreendedores.Todo empresário já se deparou com as seguintes dúvidas: qual a melhor forma de crédito para alavancar os negócios? Como garantir capital de giro suficiente para pagar as contas enquanto o dinheiro dos clientes não entra? A quem recorrer para financiar aquela ideia genial que te dará lucro?

Para pequenos e médios empreendedores, o Banco Daycoval oferece duas excelentes opções de crédito: O Daygiro e o CGI (Crédito com Garantia de Imóvel). A mais apropriada depende da necessidade do empreendedor. Por isso, para começar, vamos entender melhor cada uma dessas modalidades:

Daygiro: para que serve

Vamos falar primeiro de uma necessidade que todo empreendedor tem, independentemente do tipo de negócio: capital de giro. Aquele dinheiro que precisa ter em sua conta corrente para garantir o fluxo de caixa da empresa, entre entradas e saídas.

Sabemos que a falta de capital de giro pode levar a atrasar pagamentos e arruinar um negócio.

Para não arcar com atrasos, o empreendedor acaba recorrendo a formas muito mais caras de crédito, como o cheque especial. De acordo com dados divulgados pelo Banco Central (maio/ 2019), os juros do cheque especial para pessoa jurídica chegam a 388% ao ano!

É aí que entra o Daygiro:

Uma linha de crédito para empresas de pequeno e médio porte, com faturamento anual de R$ 1 milhão a R$ 90 milhões e fundadas há pelo menos cinco anos.

A grande vantagem dessa linha de financiamento é que, por ter garantia do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), não há exigência de que o cliente apresente garantias de pagamento. O Daygiro permite empréstimos entre R$ 100 mil a R$ 500 mil, com juros pré-fixados de 1,5% ao mês, o equivalente a 19,56% efetivos ao ano. Nem precisa fazer a conta para saber que a taxa é muito menor do que a do cheque especial! E o melhor de tudo é que o crédito pode ser pago em até 36 meses.

Importante: o Daygiro é restrito para sociedades empresariais limitadas (LTDA), anônimas (SA) e outras compostas por sócios, não sendo válido para empresas MEI ou empresário individual.

Mas por que é tão vantajoso?

“O BNDES assume até 80% do risco da operação. E isso é importante nesse nicho de empresas, pois na maior parte das vezes elas não têm garantias disponíveis, como imóveis, para a concessão do crédito”, explica Daniela Warchavsky Prato, gerente de BNDES do Banco Daycoval.

Na contratação é necessário apresentar Certidão de Débitos relativos a créditos tributários federais e da dívida ativa da união, além de certidão de regularidade com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Para fazer uma simulação do Daygiro, basta utilizar a calculadora disponibilizada pelo Daycoval no site http://daygiro.com.br/

E quando optar pelo CGI (Crédito com Garantia de Imóvel)?

Para o empreendedor que possui um imóvel quitado, seja residencial ou comercial não operacional, existe outra opção com taxas de juros tão atrativas quanto, porém com prazos maiores: o Crédito com Garantia de Imóvel, ou CGI. O limite de crédito vai de R$ 50 mil a R$ 1 milhão e é possível pagar em até 15 anos! Isso mesmo, em 180 meses!

Como é uma linha de crédito para pessoa física de longo prazo e sem destinação específica, é ideal para quem planeja investir no novo negócio, comprar novas máquinas, abrir novas unidades industriais ou comerciais ou mesmo criar novas tecnologias ou produtos, e lucrar mais!

“O CGI dá ao empreendedor a oportunidade de ter um crédito mais barato e com um prazo maior, utilizando, para isso, o bem imobiliário que ele possui. Como há uma garantia, as taxas de juros são mais baixas”, explica Laércio Roberto de Souza, gerente geral da área imobiliária do Banco Daycoval.

Notícias relacionadas