menu

Economia

12/06/2015


Bancos elevam juros do cheque especial e empréstimo pessoal

Os bancos subiram novamente as taxas de juros do cheque especial e do empréstimo pessoal em junho na comparação com maio, mostra pesquisa do Procon-SP realizada no último dia 1º, em sete instituições financeiras. No empréstimo pessoal, a taxa de juros média pesquisada aumentou de 6,10% ao mês para 6,15%. Já no cheque especial, a taxa cresceu 0,16 ponto porcentual, para 11 16% ao mês. Em maio, ambas tinham crescido ante abril.

No cheque especial, três das sete instituições financeiras pesquisadas elevaram a taxa de juros em junho. O maior aumento foi verificado na Caixa Econômica Federal, onde a taxa passou de 8,65% para 9,52% ao mês. O Bradesco, por sua vez, elevou a taxa cobrada em 0,17 ponto porcentual, para 10,80% no período. A outra alta foi verificada no HSBC, de 12,62% para 12,66%. Banco do Brasil, Itaú, Santander e Safra não alteraram as taxas de juros.

Já no empréstimo pessoal, apenas o Santander subiu a taxa de juros cobrada, de 7,49% em maio para 7,99% em junho. Nesse caso, a pesquisa também verificou uma queda na taxa de juros: na Caixa Econômica, de 4,40% para 4,27% ao mês. Os outros cinco bancos pesquisados (Banco do Brasil, Itaú, Safra, HSBC e Bradesco) mantiveram suas taxas de empréstimo pessoal inalteradas.

Tribuna do Norte

Notícias relacionadas