menu

Alagoas

07/05/2020


Boletim: Alagoas registra 1.703 casos da Covid-19 e 89 óbitos

Há 1.144 casos em investigação laboratorial no estado

O Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretária de Saúde de Alagoas na noite desta quarta-feira (6) apontou um total de 1.703 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 900 estão em isolamento domiciliar e 133 internados em leitos públicos e privados. Outros 581 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 1.144 casos em investigação laboratorial. Foram registradas mais 09 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 89 óbitos por Covid-19.

Nove óbitos foram confirmados, laboratorialmente, tendo como vítimas sete mulheres e dois homens. Seis casos tinham como vítimas pessoas que residiam em Maceió e três nos municípios de Arapiraca, Batalha e Rio Largo.

Sobre os óbitos de pessoas que moravam em Maceió, cinco eram mulheres, com idades de 83, 70, 67, 75 e 76, havendo dois registros de falecimento no Hospital Veredas, mais dois no Hospital Universitário, e outra vítima faleceu em sua casa. A vítima de 83 anos era hipertensa; a de 70 não tinha comorbidades; a de 67 era hipertensa e tinha mielofibrose; a de 75 era hipertensa e diabética; e a de 76 era portadora de epilepsia. O óbito de um homem de 83 anos, em Maceió, ocorreu no Hospital Arthur Ramos. A vítima tinha cardiopatia como comorbidade.

Em relação aos casos de óbitos de vítimas que moravam em Arapiraca, Batalha e Rio Largo, as mulheres tinham 41 e 58 anos e conviviam com insuficiência cardíaca e diabetes, respectivamente. A vítima de 41 anos faleceu na Santa Casa de Maceió e a outra, de 58 anos, teve óbito registrado no Hospital de Batalha. Já o óbito do homem, de 65 anos, que era hipertenso e residia em Rio Largo, ocorreu no Hospital Arthur Ramos.

Os casos confirmados estão distribuídos em 52 cidades: Maceió (1.358), Marechal Deodoro (42), Rio Largo (38), Arapiraca (37), Murici (30), Satuba (24), Palmeira dos Índios (21), União dos Palmares (13), Teotonio Vilela (13), Pilar (9), Maragogi (9), São Miguel dos Campos (8), São Sebastião (7), Junqueiro (6), Barra de São Miguel (5), Santa Luzia do Norte (5), Boca da Mata (5), Paripueira (5), Piaçabuçu (4), Penedo (4), Joaquim Gomes (3), Campo Alegre (3), Porto Calvo (2), São Miguel dos Milagres (2), Maribondo (2), Coruripe (3), Taquarana (3), Batalha (3), Capela (2), Santana do Ipanema (2), Matriz do Camaragibe (2), Paulo Jacinto (2), Lagoa da Canoa (1), Atalaia (1), Branquinha (1), Olho d’Água das Flores (1), Porto Real do Colégio (1), Delmiro Gouveia (1), Jequiá da Praia (1), Jaramataia (1), Viçosa (1), Ibateguara (1), Barra de Santo Antônio (1), Anadia (1), Limoeiro de Anadia (1), Palestina (1), Novo Lino (1), Coqueiro Seco (1), Colônia Leopoldina (1), Messias (1), Campo Grande (1) e São José da Lage (1). As outras 11 pessoas que testaram positivo para a Covid-19 em Alagoas residem em Pernambuco, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo.

Leitos de Covid-19 do Estado – Dos 455 leitos criados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para atender, exclusivamente, pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 241 estavam ocupados até as 13h desta quarta-feira (06/05), o que corresponde a 53% do total – 87 pacientes estão em leitos de UTI, 07 em leitos intermediários e 147 em enfermaria. Para acompanhar a evolução da ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19, clique aqui.

Óbitos – Até hoje, foram confirmados 89 óbitos por Covid-19 em território alagoano, mas dois deles são de pessoas residentes em Pernambuco e São Paulo. Dos 87 residentes em Alagoas, 61 eram do sexo masculino e 28 do sexo feminino. Cinquenta seis vítimas residiam em Maceió e as outras 31 em Marechal Deodoro (3), Arapiraca (3), Murici (2), Rio Largo (2), Paripueira (2), São Miguel dos Milagres (1), Viçosa (1), Anadia (1), Limoeiro de Anadia (1), Ibateguara (1), Maribondo (1), Matriz do Camaragibe (1), Lagoa da Canoa (1), Maragogi (1), União dos Palmares (1), Delmiro Gouveia (1), Messias (1), São Miguel dos Campos (1), Pilar (1), Paulo Jacinto (1), Campo Alegre (1), Joaquim Gomes (1), Palmeira dos Índios (1) e Batalha (1), segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs).

 

A média de idade dos óbitos é de 64 anos, sendo a idade mínima 24 e a máxima 91 anos.

Notícias relacionadas