menu

Brasil

09/06/2014


Brejo paraibano prepara circuito turístico

Paraíba

A comprovação de que a Rota Cultural Caminhos do Frio se consolida é a inclusão de mais um município no festival que acontece logo após a Copa do Mundo, em julho próximo. Agora, sete cidades serranas da Paraíba estão na programação: Bananeiras, Serraria, Areia, Pilões, Alagoa Nova, Alagoa Grande e Solânea. O lançamento foi anunciado nesta manhã, na Empresa Paraibana de Turismo – PBTur.

O festival começa por Areia, no dia 14 de julho, e segue até o dia 20. Pela cidade, além de atrações regionais estão programados shows com o grupo Tarancón e o Cubano Eco Caribe, além da Cantora Céu e Ivan Lins. O secretário de Turismo do estado, Chico César, explicou que a ideia é promover um festival amplo e dentro de um conceito voltado à cultura da América Latina, já que o primeiro se limitou ao estado da Paraíba e o segundo apenas ao Nordeste.

“Essa banda Tarancón, por exemplo, é brasileira, mas ela pesquisa e divulga a diversidade de ritmos e canções latino-americanas. Além do que, traz artistas de vários países da América Latina. A segunda banda também tem um ritmo bem latino, como salsa, merengue e cumbia”, explica o secretário.

A cidade de Pilões segue com atrações do dia 21 a 27 de julho, sendo a principal o cantor mineiro Flávio Venturini, que se tornou mais conhecido no finalzinho da década de 70 quando criou o grupo 14 Bis. Solânea, a mais fria do brejo paraibano, tem shows a partir de 28/07 e vai até 03/08. O cantor e compositor Vander Lee está encarregado de aquecer o friozinho gostoso dos solanenses e visitantes. Normalmente, essa charmosa cidade brejeira de 26 mil habitantes tem temperaturas que variam entre 20 e 25 graus, mas nesta época do ano costuma cair mais.

Serraria vai estar na rota do dia 04 a 10/08 e trará a dupla baiana Antônio Carlos e Jocáfi. Em Bananeiras, município dos mais visitados na região por ter um turismo de experiência mais bem consolidado, terá Nando Cordel no palco principal, e estará no roteiro de 18 a 24/08. O artista cearense Falcão levará o seu brega para Alagoa Nova, que tem atrações de 25 a 31/08.

O encerramento da festa será em Alagoa Grande e Luiz Melodia comandará a festa. “Esperamos que o evento deste ano tenha o mesmo apoio do ano passado para que o circuito possa se desenvolver ainda mais, e com o mesmo padrão. A cidade e a Paraíba só ganham com isso”, ressalta o prefeito Hildon Régis Navarro.

Polêmica

Na verdade, o gestor fez uma crítica velada ao governo estadual, que manteve o mesmo volume de recursos do evento passado: R$ 180 mil, mais o pagamento das atrações nacionais. Aliás, ele não foi o único a reclamar. Outros prefeitos chiaram do orçamento, mesmo tendo sido incluído mais um município ao roteiro. Também discordaram da imposição das atrações nacionais. O administrador de Serraria, por exemplo, esbravejou que não aceitava a atração indicada pelo Governo do Estado. “Houve a integração de Solânea ao roteiro. Então, não tinha sentido manter o mesmo valor do ano passado. Também Fizemos a sugestão de três nomes, mas não fomos ouvidos e não vou aceitar essa sugestão”, avisou Severino Ferreira da Silva.

O secretário Chico César ponderou que havia feito uma reunião anterior, a qual se discutiu o fechamento das atrações. E que, portanto, não poderia mais mudar a programação. “Peço aos municípios que confiem no tino da secretaria para a escolha e contratação, porque isso cabe a nós, e não podemos ficar mais esperando. Conhecemos nosso estado e temos o cardápio de artistas que podemos contratar”. Chico justificou que tem um orçamento curto para atrações de peso. Segundo ele, o governo não pode ultrapassar os R$ 30 mil com o cachê de um artista.

Rivânia Queiroz

Notícias relacionadas