menu

Brasil

28/04/2014


Câmara afirma saber que não terá Campos na campanha

Pernambuco

A ausência do padrinho político e pré-candidato à presidência da República, Eduardo Campos (PSB) na campanha estadual da Frente Popular, parece ser até agora, algo encarado com naturalidade. Em conversa com a imprensa no último sábado (26), após anúncio de apoio de três Centrais Sindicais aos pré-candidatos ao governo e vice, Paulo Câmara e Raul Henry (PMDB) respectivamente, além do Senado, Fernando Bezerra Coelho (PSB), o ex-secretário da Fazenda garantiu manter conversas com o líder do PSB, mas também confirmou está ciente que não contará com a presença do ex-governador na sua campanha.

“Por telefone eu falo sempre com ele. Eu sempre troco ideias, pergunto como está a campanha nacional e ele pergunta como está à campanha estadual e a gente vem conversando”, respondeu, ao ser questionando como estava o acompanhamento de Campos em relação à campanha.

O pré-candidato afirmou saber que não poderá contar com o presidenciável pelos municípios onde deve passar, mas frisou que o socialista estará em um desafio maior. “Eu acho que a presença física de Eduardo é importante, mas a gente vai fazer a campanha sabendo que ele não vai estar com a gente, ele vai estar com as suas ideias, suas propostas de um governo que a gente fez junto, mas a gente não vai contar com Eduardo na campanha, isso é fato, porque ele está num desafio maior que ser presidente da República”, justificou Câmara.

O ex-secretário da Fazenda também se colocou a disposição e garantiu auxiliar Eduardo Campos a obter votos no Estado. “E a gente vai ajudar em Pernambuco, na verdade, ele ser presidente da República”, prometeu.  

Notícias relacionadas