menu

Brasil

04/02/2015


Câmara pode abrir investigação para apurar irregularidades no Carnaval

BAHIA

A Câmara Municipal de Salvador (CMS) pode dar entrada, nesta quarta-feira (4), no pedido de abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar irregularidades no Carnaval de Salvador. De acordo com o vereador Arnando Lessa (PT), 17 edis já demonstraram interesse em assinar o documento que, para ser formalizado, precisa de 22 rubricas. O fato motivador, segundo o petista, foi o imbróglio da fila dos blocos. “Os fatos do ano passado estão se repetindo novamente. Então, paralelo à ação do Ministério Público, estou propondo essa CEI para apurar fatos como venda de lugar na fila dos blocos”, explicou. Apesar da venda das vagas ser um "problema maior", Lessa aponta também outros fatores como alvo de irregularidades. “Temos que apurar os contratos com as bandas, os concursos de Rainha e Rei Momo e outras coisas”, enumerou. As entidades carnavalescas tentam, este ano, suspender o regulamento do carnaval – previamente acordado – para, segundo o vereador, beneficiar o bloco "Largadinho", de Cláudia Leitte, e "Vumbora", de Bell Marques. A manobra, segundo a promotora Rita Tourinho, é uma prova de "ilegalidade gritante". "A gente não pode admitir que, quando chegue perto do carnaval, por desatender uma ou outra entidade, passem por cima do que foi estabelecido”, explicou o representante do Ministério Público.

(Bahia Notícias)

Notícias relacionadas