menu

Brasil

26/05/2014


Câmara reúne sertanejos e rebate críticas de Armando

Pernambuco

Os pré-candidatos da Frente Popular de Pernambuco ao governo, Paulo Câmara (PSB), e ao Senado, Fernando Bezerra Coelho (FBC-PSB), percorreram, neste fim de semana, onze cidades dos sertões Central, Pajeú e Moxotó. Durante a passagem pelas cidades, eles reuniram, de acordo com a assessoria de imprensa, cerca de 9 mil pessoas em três edições da Agenda 40, projeto que tem coletado sugestões para a construção do programa de governo da Frente.
Durante os últimos três meses, Câmara já visitou 83 cidades pernambucanas e, segundo ele, deverá visitar todos os municípios, até o fim da pré-campanha. "Foi assim que Eduardo (Campos) fez quando foi candidato ao Governo, em 2006, e quando foi em busca da reeleição, em 2010. Foi essa atitude democrática que lhe permitiu criar – e eu me orgulho de ter participado desse trabalho – o modelo de gestão que vem revolucionando Pernambuco, e que lhe conferiu uma aprovação popular de mais de 80%", declarou o socialista.
O pré-candidato, durante a passagem pelo Sertão, também ironizou declarações do seu adversário, o senador Armando Monteiro (PTB), que chegou a elencar a necessidade de Câmara ter um aparelho de GPS para se deslocar pelo Sertão do Pajeú. "Se, por acaso, acontecer de precisar de informação sobre um caminho, eu não tenho dificuldade. Desço do carro e vou conversar com as pessoas. Nossos adversários não gostam de falar com o povo. Nós gostamos. E isso é o que fez a nossa gestão tão bem sucedida", disparou. “Se engana quem acha que governar é ser o patrão da população. Governar é servir às pessoas. No meu Governo, o patrão será o povo", completou. 

Notícias relacionadas