menu

Rio Grande do Norte

02/10/2016


Carlos Eduardo é reeleito em Natal com 63,44%

Carlos Eduardo Alves, do PDT, foi reeleito neste domingo (2) prefeito de Natal para os próximos quatro anos. Este será o quarto mandato dele à frente da Prefeitura de Natal. Com 100% das urnas apuradas, Carlos Eduardo teve 225.741 votos, o que corresponde a 63,42% dos votos válidos. O segundo mais votado foi Kelps Lima (SD) com 47.576 votos – 13,37%.

 

Após a confirmação da reeleição, às 19h13 deste domingo, Carlos Eduardo agradeceu aos eleitores natalenses. “Meu grande agradecimento ao povo de Natal. Natal sabe que quando assumimos a prefeitura tínhamos uma cidade no fundo do poço e conseguimos resgatar a cidade. Foi um trabalho muito grande. Levamos a feito muitos projetos e obras. E outras obras não podemos fazer porque tivemos uma crise nacional que dura até os dias de hoje. Mesmo assim, o saldo é muito positivo. A prova disso é o reconhecimento do povo de Natal que nos dá uma votação expressiva no primeiro turno, reconhecendo o que fizemos em três anos e meio e o que podemos fazer nos próximos quatro anos. É uma renovação de confiança. Agradeço a Deus, aos eleitores e também aos meus secretários”, disse.


Carlos Eduardo Nunes Alves nasceu no Rio de Janeiro em 5 de junho de 1959, tem 57 anos. É filho do político e jornalista, Agnelo Alves. Desde os dois anos de idade reside em Natal. Se formou em Direito pela Faculdade Católica Santa Úrsula, no Rio de Janeiro. Recém-formado, logo iniciou sua atuação política.


Voltou a Natal e se elegeu deputado estadual pelo PMDB em 1986, tendo ocupado uma cadeira na Assembleia Legislativa por quatro legislaturas e chegou a ser líder da oposição. Em 1996, assumiu a antiga Secretaria Estadual do Interior, Justiça e Cidadania e implantou nove Centrais do Cidadão, construiu os presídios de Alcaçuz e de Caicó, e implantou o Hospital de Custódia e a Casa Albergue.


Em 2000, Carlos Eduardo foi eleito vice-prefeito de Natal na chapa encabeçada por Wilma de Faria e em 2002 assumiu a Prefeitura de Natal com a renúncia da titular para disputar e vencer o Governo do Estado. Em 2004, foi reeleito prefeito. Em 2012, foi eleito prefeito novamente tendo Wilma de Faria como vice-prefeita.
Como prefeito, viabilizou a implantação do aterro sanitário da Grande Natal, fez o Parque da Cidade, o primeiro parque ecológico municipal, num projeto arquitetônico de Oscar Niemeyer. Construiu a primeira maternidade municipal da Zona Norte, o ginásio Nélio Dias, dentre outras obras. No início de 2009 foi acusado de desperdiçar mais de R$ 10 milhões na compra de medicamentos vencidos.

Notícias relacionadas