menu

Brasil

27/06/2014


CBF censura pergunta de chileno sobre arbitragem da partida de sábado

Copa do Mundo

Desde a última segunda-feira, quando o confronto entre Brasil e Chile foi definido para as oitavas de final da Copa do Mundo, há uma preocupação entre os chilenos quanto à conduta da arbitragem nesta partida. Há um temor de que haja um favorecimento ao time da casa. E a CBF, por meio de seu assessor de imprensa, deu uma forte resposta contra as insinuações dos últimos dias tanto dos tantos jogadores do Chile quanto dos jornais do país.

Nesta sexta-feira, durante coletiva de imprensa com o técnico Luiz Felipe Scolari e o capitão Thiago Silva no Mineirão, um jornalista chileno perguntou sobre o assunto aos dois. E ambos não falaram nada. Quem falou foi Rodrigo Paiva, diretor de comunicação da CBF.

“Sobre isso vamos falar só uma vez. A imprensa do Chile tem insistido nesse tema. É algo tão prematuro, uma pressão até ridícula. Não é desrespeito só com a Fifa, mas com o árbitro e com a seleção brasileira e seus 100 anos de história de futebol. É desrespeito com o povo brasileiro. A seleção brasileira não precisa de árbitro para ganhar nada, então precisam respeitar um pouco mais a história da seleção brasileira. O Brasil não precisa de árbitro pra ganhar nada. Não vamos falar mais nada sobre isso”, disse Paiva.

A Fifa apontou o inglês Howard Webb, de 43 anos, como árbitro do encontro entre os dois países sul-americanos. Webb é um dos mais conhecidos e respeitados árbitros do futebol mundial, conduziu a final da Copa do Mundo de 2010, entre Espanha e Holanda, e também apitou o duelo entre Brasil e Chile no Mundial da África do Sul. A escolha dele foi uma resposta da Fifa aos chilenos, que avaliam Webb como um dos melhores nomes do seu quadro de arbitragem para o Mundial.

Depois da partida contra Camarões, na última segunda-feira, Felipão chegou a falar sobre o assunto e manteve a postura de colocar panos quentes na potencial polêmica. "Eu cuido do meu time e dos meus jogadores. Da arbitragem não cuido. A gente só torce para que tudo saia de acordo com as regras do jogo", comentou.

Notícias relacionadas