menu

Ceará

22/08/2016


Cearenses levam maior número de medalhas em Olimpíada de História

Enquanto atletas do mundo inteiro disputavam os Jogos Olímpicos Rio 2016, mais de mil estudantes, de todo o País, participaram da 8ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB). Desses, 300 saíram vencedores. No total, 19 equipes cearenses trouxeram medalhas de Campinas, São Paulo, onde a ONHB foi realizada, se tornando o Estado com maior conquista de medalhas. O Nordeste foi a região com maior número de equipes medalhistas.

Em segundo lugar, competidores de São Paulo levaram 15 medalhas, seguido de Rio Grande do Norte, com 14 vencedores. Mais de 400 mil pessoas se inscreveram na Olimpíada, que aconteceu nos últimos dias 20 e 21. A final contou com 275 participantes. Na premiação, 75 equipes levaram medalhas de ouro, prata ou bronze.

De acordo com a diretora da Escola Estadual de Educação Profissional Doutor José Alves da Silveira, Maria Josimar Saraiva, 14 equipes com alunos de ensino médio e cursos técnicos se inscreveram para participar da Olimpíada. A escola de Quixeramobim, a 206,1 km de Fortaleza, levou medalha de bronze com a equipe Os Inconfidentes.

"Os alunos se desenvolveram bastante com esse trabalho. Eles pesquisaram, estudaram nos fins de semana. Foi muito positivo porque isso também serviu de estímulo para outros estudantes", conta a gestora. "A escola já tinha esse trabalho de preparação, tanto para o Enem como para eventos específicos".

Formam a equipe vencedora os alunos Caio Oliveira Cavalcante, de 16 anos, Ermileandro Ribeiro Nogueira, de 17 anos, e Júlio César da Silva, de 18 anos. Eles foram acompanhados pela professora Mayara de Almeida.

A escola profissionalizante também tem equipes finalista da Olimpíada de Astronomia e seminifinalista da Olimpíada de Geografia. Alunos também participaram das Olimpíadas de Informatica e Robótica, Matemática, Física e Química.

Medalhistas locais

Além da escola Doutor José Alves da Silveira, receberam bronze os colégios Nossa Senhora das Graças, Colégio Militar de Fortaleza, Santa Cecília, 7 de Setembro, Colégio Master, Lourenço Filho (Sede Parangaba) e Ari de Sá Cavalcante (Duque de Caxias).

A equipe Vire à esquerda, do Colégio Cônego Francisco Pereira levou medalha de ouro. Ficaram com medalha de prata equipes dos colégios Master (Bezerra de Menezes), Nossa Senhora das Graças, Colégio Cônego Francisco Pereira, Ari de Sá Cavalcante (Aldeota), 7 de Setembro (Edilson Brasil Soárez) e Santo Inácio.

Resultado nacional

Alagoas – 1 medalha (1 prata)
Bahia – 6 medalhas (3 ouro, 1 prata, 2 bronze)
Ceará – 19 medalhas (1 ouro, 9 prata, 9 bronze)
Espírito Santo – 5 medalhas (2 pratas e 3 bronze)
Minas Gerais – 5 medalhas (1 prata e 4 bronze)
Mato Grosso – 2 medalhas (1 ouro e 1 bronze)
Pará – 1 medalha (1 bronze)
Pernambuco – 4 medalhas (1 ouro, 1 prata, 2 bronze)
Rio de Janeiro – 2 medalhas (1 ouro, 1 prata)
Rio Grande do Norte – 14 medalhas (5 ouro, 4 prata, 5 bronze)
Roraima – 1 medalha (1 prata)
São Paulo – 15 medalhas (3 ouro, 4 prata, 8 bronze)

O Povo Online

Notícias relacionadas