menu

Brasil

14/07/2014


Ceasa Ceará inclui setor “Cesta Básica” na análise do IPCE

Ceará

Até o mês de maio deste ano, o Índice de Preços da Ceasa (IPCE) analisava 47 itens do mercado, divididos em quatro setores, Frutas; Flor Folha e Haste; Hortaliça Fruto; Raiz, Bulbo e Rizoma. A partir do mês de junho, a pesquisa incluiu mais um setor: “Cesta Básica”. Ao todo foram inseridos mais 17 itens, os quais pertencem também a popular cesta básica brasileira. Entre eles os cereais (açúcar, arroz, feijão de corda, feijão carioquinha, feijão preto, farinha (amarela e branca) e farinha de trigo, milho em grãos e café); carnes (bovina, suína. frango e ovo) laticínios (queijo coalho, leite longa vida, manteiga e óleo de soja). Com a inclusão deste novo setor o IPCE, atualmente, analisa 64 itens que estão divididos em cinco setores.

Segundo o Analista de Mercado da Ceasa Ceará, Odálio Girão, o setor “Cesta Básica” foi inserido na pesquisa diante da grande relevância econômica dos produtos analisados. Conforme ele, os itens do setor são também fonte de pesquisa de outras instituições renomadas, já que instabilidade dos produtos da popular cesta básica interfere diretamente na alimentação do consumidor brasileiro.

De acordo com análise do IPCE, em junho, o setor “Cesta Básica” na Ceasa Ceará apresentou no conjunto dos 17 produtos uma queda de -2,73% em relação ao mês de maio. Os itens que registraram as maiores quedas foram: feijão de corda (macassar), com -18,54%, farinha amarela e branca com -14,29%, feijão carioquinha com -12,50% , óleo de soja com -5,17% e o feijão preto com -3,58%. O produto que apresentou um pequeno acréscimo foi a manteiga com aumento de 4% em relação ao mês de maio.

Notícias relacionadas