menu

Pernambuco

24/11/2016


Centrais sindicais prometem paralisar vários serviços nesta sexta no Recife

m dia antes da mobilização nacional com paralisações e greves programadas para acontecer nesta sexta-feira (25), forças sindicais de Pernambuco anunciram nesta quinta-feira (24) que irão realizar atos no Grande Recife. Eles são contrários à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55 – antiga PEC 241, terceirização, e as reformas na previdência e nas leis trabalhistas.

Além da paralisação, está marcado para esta sexta uma manifestação que tem concentração no Derby e vai se dirigir à Avenida Conde da Boa Vista, Zona Central do Recife, a partir das 15h. Também divulgaram que haverá barreiras e piquetes espalhados por toda área metropolitana e interior do Estado.

Segundo os sindicatos, todas as categorias irão cruzar os braços neste dia. Na última segunda-feira (21), o sindicato dos bancários anunciou que´a categoria não vai trabalhar, assim como a polícia civil, implicando que só haverá prisões em caso de flagrante.

Em reunião na última terça-feira (22), o presidente do sindicato dos rodoviários, Benílson Custódio, disse que a categoria não iria aderir a mobilização desta sexta. Porém, a representante da CSP Conlutas, Cláudia Ribeiro, garantiu que os sindicatos darão o suporte para as manifestações. "Os empresários estão ameaçando os trabalhadores e devem mandar policiais que obriguem os motoristas a rodarem. Mas eles irão aderir à paralisação durante o dia", afirmou.

O Presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Carlos Veras, acredita que existam outros interesses por trás da aprovação da PEC 55. "O congelamento dos investimentos cria um caos nos serviços públicos. O que está por trás disso é a privatização da saúde, da educação e da previdência", afirmou. Ele também disse que a mobilização será em conjunto com todas as categorias no Estado.

Setor da educação também deve paralisar atividades

Além das universidades públicas de Pernambuco – UFPE, UFRPE e UPE – e escolas estaduais ocupadas, professores de diversos segmentos públicos também cruzarão os braços. Sindicatos acusam as medidas proposta pela PEC 55 de promover um sucateamento na educação.

Sindicatos tentam articular uma greve geral no País

Cada vez mais avança a aprovação da PEC 55 no Senado. Com isso, os sindicalistas afirmaram que o que acontecerá na próxima sexta é uma articulação nacional envolvendo todos os setores do Brasil. A possibilidade de uma greve geral foi levantada pelos representantes presentes.

JC Online

Notícias relacionadas