menu

Maranhão

26/09/2019


Cerveja maranhense produzida com mandioca é destaque na imprensa internacional

O jornal britânico Financial Times, um dos mais importantes do mundo na área econômica, destacou a produção de uma cerveja feita genuinamente com o produto mais conhecido do Maranhão: a mandioca.

Uma parceria entre o Governo do Estado e a Ambev permitiu a compra de mandioca de agricultores familiares atendidos pelas ações do Sistema da Agricultura Familiar – composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar, Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).

Entre janeiro e julho deste ano, mais de 4,1 mil toneladas de mandioca foram comercializadas para a Ambev beneficiando agricultores familiares de 24 municípios maranhenses, incluindo cinco municípios do Plano Mais IDH, que já fornecem mandioca para a produção da cerveja Magnífica: Araioses, Água Doce, Milagres, Santana e Belágua. Em recente reunião entre o Sistema SAF e Ambev foi discutida a ampliação para outros municípios do Mais IDH, gerando emprego e renda aos beneficiários atendidos.

Em entrevista ao Financial Times, o secretário de Estado da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, destacou que o Maranhão é o quarto maior produtor de mandioca no Brasil. “A mandioca é um componente essencial da cultura maranhense. Aqui, quando as pessoas falam em sustentabilidade, falam em mandioca, que é um alimento crucial para combater a pobreza, simplesmente pelo fato de que todos plantam mandioca, principalmente nas áreas mais pobres do estado”, apontou o secretário.

Para o governador Flávio Dino, a parceria para fornecimento da mandioca cultivada por agricultores familiares tem sido bem-sucedida. “Se tratasse de produzir cerveja de mandioca sem a participação da agricultura familiar, faria pouco sentido, mesmo que eventualmente fizesse sentido para os consumidores. Procuramos alinhar o interesse comercial de uma grande corporação multinacional com nosso interesse em agregar valor à cadeia de suprimentos local de mandioca. E, até agora, tem sido bem-sucedido”, afirmou.

De acordo com a presidenta da Agerp, Loroana Santana, parte do segredo do sucesso da cerveja é que a mandioca é uma das “culturas mais inclusivas” do mundo. Para ela, a Magnífica abriu “um caminho de auto-sustentabilidade” para essa safra, abrindo mercados, agregando valor aos produtos e melhorando a produtividade dos agricultores familiares do Maranhão.

O agricultor familiar Lourival dos Santos, do Tabuleiros de São Bernardo, em Magalhães de Almeida, é um exemplo de como o fornecimento da mandioca à cervejaria ajuda a incentivar a produção e valoriza o trabalho do agricultor familiar maranhense. “A Magnífica foi uma oportunidade muito importante e bem-vinda que agregou valor à mandioca e agora temos um novo produto”, explica Lourival.

Atualmente, o Tabuleiros de São Bernardo conta com 82 famílias de produtores rurais, cada família envolvida na fabricação da cerveja Magnífica produz entre 25 e 50 toneladas de mandioca.


Revista NORDESTE

 

Notícias relacionadas