menu

Brasil

13/04/2015


Chef alagoano lança livro de Receitas para Pegar Mulher

“Os caras sempre me mandavam mensagem nas redes sociais dizendo ‘pô Guga, estou querendo conquistar uma menina e queria uma receita, pois não sei cozinhar nada’”, diz o chef Gustavo Rocha Ramalho de Azevedo, mais conhecido como Guga Rocha, sobre as origens do livro Receitas para Pegar Mulher, que lança no próximo final de semana em quatro momentos em Belo Horizonte.

Com seu jeito irreverente, que ficou marcado por suas aparições na TV – Guga participa do programa Homens Gourmet, do canal Fox Life, e do Programa da Tarde –, o chef alagoano explica que o título do livro de receitas não passa de uma brincadeira, e que, claro, não houve nenhuma intenção em ser machista. “A ideia é justamente o oposto. É transformar o cara que acha que o livro é para ‘pegar’ mulher e deixá-lo melhor”, explica o apresentador.

Segundo o chef, tudo começou com um seguidor no Facebook que pediu dica de receita para conquistar uma mulher que trabalhava como executiva de uma empresa multinacional. “Ele disse que não era um cara rico e que não sabia o que fazer. Eu falei para ele cozinhar a ‘comidinha da vovó’, que ela não devia estar mais acostumada a comer. Fui dando dicas de receitas e do que fazer no encontro. Mas, ao final, falei: ‘se pegar me avisa’”, conta Guga Rocha. Claro que o fã conseguiu se sair bem, e, com isso, cresceram os pedidos de ajuda ao chef, que acabou publicando o livro, que virou uma espécie de “manual” para os homens “pegarem” mulheres.

De acordo com o autor, a publicação é dividida em menus completos, específicos para cada ocasião. Foram pensados de forma que qualquer pessoa consiga fazer, com ingredientes fáceis de achar. Além disso, as receitas são harmonizadas com vinhos. “Não tem como o ‘cara’ errar. A dica que eu sempre dou é que se deve conhecer a mulher”, afirma.

Receitas para Pegar Mulher é dividido em estereótipos femininos, como, por exemplo, a mulher atleta, passa muito tempo malhando. “Na verdade, o objetivo do livro é deixar as mulheres felizes. E os estereótipos retratam a mulher de hoje, ou seja, que acorda cedo, vai para a academia, depois volta para casa, troca de roupa e vai trabalhar. Mais tarde, tem de cuidar do filho, ou seja, é a mãe. Ao contrário do homem, que é a mesma ‘porcaria’ o dia inteiro, a mulher possui vários perfis diferentes”, diz o chef.

Sobre a recepção feminina recebida pela obra, ele conta que está sendo muito positiva. “É uma recepção maravilhosa. As mulheres são muito mais inteligentes do que os homens. Todas entenderam a ideia do livro e recebo ‘feedbacks’ maravilhosos. Muitas estão comprando o livro para dar de presente para namorados, maridos e mesmo para os pais”, completa Guga Rocha.

Alagoas 24Horas

Notícias relacionadas