menu

Internacional

25/03/2020


China decide partir para a guerra contra Trump e denuncia seu ataque racista aos chineses

247 – O jornal China Daily, publicação oficial chinesa em inglês, rechaçou com veemência o ataque racista de Trump. “Em 19 de março, o presidente dos EUA, Donald Trump, esteve na Casa Branca para dar mais uma declaração sobre o novo coronavírus. Uma fotografia das notas do discurso do presidente mostrava a palavra “Corona” riscada e substituída por “chinês” escrito em caneta”, diz o jornal.”A foto, tirada por um repórter do Washington Post, mostra como a linguagem racista de Trump é imprecisa. Em vez de informar o público com notícias cientificamente precisas, Trump está policiando a linguagem para criar uma distração política e encobrir seu próprio mau uso da epidemia”, escreve o China Daily.

[…] “Trump está fazendo um ataque falso para se defender de acusações de seu próprio manuseio inadequado de uma crise, um ataque falso para o qual os asiáticos são os danos colaterais. Mas os americanos são melhores que isso. Se continuarmos focados no combate ao covid-19 e não no bode expiatório de outras pessoas, podemos superar isso”, finaliza o jornal chinês.

Notícias relacionadas