menu

Nordeste

16/08/2019


China exalta dia de imigração em Recife e expõe números relevantes com foco em ampliar relações com Brasil

Por Walter Santos 

“Como firme defensor do sistema multilateral de comércio, a China persiste consistentemente na política nacional básica de abertura. Em 2013, a China propôs a iniciativa do cinturão e rota à base do princípio de consulta mútua, construção conjunta e benefício para todos”, declarou a Cônsul-Geral da China em Recife, Yan Yuqing na solenidade nesta quinta-feira (15), na Câmara Municipal de Recife, em homenagem ao Dia Municipal da Imigração Chinesa.

Com as presenças de Eduardo Marques, presidente da Câmara Municipal do Recife, Luciano Siqueira, vice-prefeito do Recife e representantes de diversos Consulados, inclusive dos Estados Unidos, a Cônsul agradeceu a acolhida dos recifenses aos chineses ao longo dos anos, conforme atestou a Revista NORDESTE in loco.

“É com grande satisfação que participo, nesta data especial, da reunião solene em homenagem ao Dia Municipal da Imigração Chinesa na Câmara Municipal do Recife”, afirmou Yan Yuqing, que lembrou:

“No ano passado foi sancionada a lei que criou o Dia Nacional da Imigração Chinesa no Brasil, uma data comemorativa no dia 15 de agosto. Hoje em dia, graças aos esforços do Sr. Presidente, o Recife é a primeira cidade da Região Nordeste a criar o Dia Municipal da Imigração Chinesa, considerando que o gesto reflete o grande reconhecimento da sociedade às contribuições para o desenvolvimento econômico e social pela imigração chinesa”.

GRATIDÃO

Ainda segundo a cônsul chinesa, “até o momento, em nome do Consulado-Geral da China e da comunidade chinesa em Recife, meus sinceros agradecimentos à Câmara Municipal, à Prefeitura do Recife e à sociedade que deposita grandes expectativas no desenvolvimento das relações sino-brasileiras”.

HISTÓRICO

“Há mais de 200 anos, com uma coragem extraordinária, um grupo de produtores de chá chegou a esta terra desconhecida, escrevendo a primeira página dos intercâmbios amistosos entre dois povos”, afirmou para adicionar ainda:

“Nos últimos 200 anos, milhares de chineses chegaram ao Brasil, e somente em Recife, existe uma comunidade chinesa de cinco mil pessoas, na qual trabalham árdua e diligentemente, empenhando-se em comércio de commodities, gastronomia, e medicina chinesa e outros setores”.

RELAÇÃO AMIGÁVEL

Ainda de acordo com Yan Yuqing, “a comunidade foi reconhecida como amigável pelo povo brasileiro e fez contribuições importantes para o desenvolvimento econômico e social do Brasil, desempenhando um papel de ponte para os intercâmbios econômico, comercial e cultural entre os dois países”.

Disse ainda que “sob a colaboração da Associação da Comunidade Chinesa do Recife Brasil, da Associação Sino-brasileira de Indústria e Comércio Exterior e da Associação dos Chineses de Guang Dong do Recife Brasil, no dia das crianças e do natal, a comunidade chinesa contribuiu pelo bem-estar da sociedade brasileira, no período da chuva, estendeu as mãos para ajudar as vítimas das inundações. A comunidade chinesa que se entregou de corpo e alma a este país do samba, já é considerada parte da família do povo brasileiro”.

DATA HISTÓRICA

Conforme exaltou, ” a data de hoje é também um dia especial para a China e o Brasil. No dia 15 de agosto de 1974, os dois países estabeleceram oficialmente as relações diplomáticas”.

AVANÇOS

“Durante esses 45 anos, a relação entre os dois países avançou firmemente com base na igualdade, respeito e benefício mútuo. O Brasil foi o primeiro país em desenvolvimento a estabelecer uma Parceria Estratégica com a China e o primeiro na América Latina a elevar esse relacionamento à categoria de Parceria Estratégica Global. Especialmente nos últimos anos, as cooperações pragmáticas entre os dois países se ampliaram gradativamente”, adiantou.

Para ela, “no ano passado, o volume do comércio bilateral ultrapassou cem bilhões de dólares e a China é o maior parceiro comercial do Brasil por dez anos consecutivos, com um estoque de investimento chinês de 70 bilhões de dólares e mais de 300 empresas chinesas no Brasil. A China está disposta a trabalhar com o Brasil para encontrar maneiras de unir a BRI ao Programa de Parcerias de Investimentos do Brasil”.

Ela lembrou que “no mês passado, o conselheiro de Estado, Ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, visitou o Brasil e participou da reunião de ministros das Relações Exteriores do BRICS. O ministro chinês também esteve em reunião com o Presidente da República e o Ministro de Estado das Relações Exteriores, chegando no consenso sobre aprofundar a Parceria Estratégica Global. Em novembro deste ano, o líder da China participará da Cúpula dos BRICS no Brasil”. Ela adicionou:

AMPLIAÇÃO

“A China está disposta, por ocasião do quadragésimo quinto aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e o Brasil, elevar as nossas relações a um novo patamar, transformando o modelo exemplar para Cooperação Sino-Latino-Americana, Cooperação de mercados emergentes e Cooperação Sul-Sul”.

DATA MUITO IMPORTANTE

Yan Yuqing destacou que “este ano, no dia 1 de outubro, marca o septuagésimo aniversário da Fundação da República Popular da China. Desde a fundação, sob a liderança do Partido Comunista da China, o povo chinês superou dificuldades e fez grandes resultados, passando da realidade atrasada e fechada para a aberta e progressiva, da falta de alimentos e roupas para uma sociedade moderadamente próspera, tornando-se a segunda maior economia do mundo, o maior comerciante de bens, e o segundo maior país de investimento estrangeiro direto”.

– A China conseguiu um salto histórico no crescimento, enriquecendo-se até fortalecer, e alcançou grandes resultados que atraíram a atenção mundial, ressaltou .

Por isso entende que “o desenvolvimento da China não pode afastar-se do mundo e a prosperidade do mundo também precisa da China”.

POLÍTICA DE ABERTURA

A cônsul explicou ainda  que “como firme defensor do sistema multilateral de comércio, a China persiste consistentemente na política nacional básica de abertura. Em 2013, a China propôs a iniciativa do Cinturão e Rota à base do princípio de consulta mútua, construção conjunta e benefício para todos. Atualmente, o volume de comércio de mercadorias da China com os países ao longo do Cinturão e Rota atingiu mais de seis trilhões de dólares, o investimento estrangeiro direto atingiu oitenta bilhões de dólares, que criou mais de duzentos e quarenta mil postos de trabalho locais e bilhões de rendas de imposto em dólares”.

– Em 2018, a Exposição Internacional da Importação da China foi realizada em Xangai atraindo cento e setenta e dois países, regiões e organizações internacionais, três mil e seiscentas companhias, e mais de quatrocentos mil compradores nacionais e estrangeiros, com a soma de compra de bens e serviços previstos a 57 bilhões de dólares, adiantou .

– A Exposição também fornece uma plataforma para o aprofundamento da cooperação econômica e comercial Sino-brasileira, e em novembro deste ano, a segunda Exposição será sediada em Xangai e as empresas brasileiras serão muito bem-vindas, observou .

TESTEMUNHO

A Cônsul lembrou que “a criação do Dia Municipal da Imigração Chinesa em Recife testemunha a profunda amizade entre o povo chinês e o brasileiro e, nos encoraja a continuar trabalhando juntos para um futuro melhor. Pois, o Consulado- Geral da China em Recife, fortalecerá, como sempre, os intercâmbios e cooperação entre as cidades da China e Recife, e orientará a comunidade chinesa à melhor inclusão à sociedade.

AO FINAL

“Esperamos que sinceramente, o Recife continue sendo pioneiro na cooperação entre a China e o Brasil, promovendo o desenvolvimento contínuo da Parceria Estratégica Global entre os dois países; esperamos que, os amigos vereadores continuem prestando atenção às condições de vida da comunidade chinesa e protegendo direitos e interesses legítimos deles; assim como esperamos que, a comunidade chinesa continue a contribuir para promover a amizade entre os povo e o desenvolvimento econômico e social local”, concluiu.

Notícias relacionadas