menu

02/06/2019


China reage às retaliações dos EUA e eleva o tom contra ameaças

AFP – A China voltou a elevar o tom neste domingo (2) na guerra comercial com os Estados Unidos, ao rejeitar a responsabilidade no fracasso das negociações com Washington; ao contrário, o gigante asiático demonstra que a culpa pelo conflito comercial é dos Estados Unidos. É o que aponta o Livro Branco sobre as negociações comerciais e econômicas China-EUA lançado neste domingo (2) em Pequim.

A China lançou neste domingo o Livro Branco sobre as negociações econômicas e comerciais com os Estados Unidos.

O documento, de 21 páginas e que resume as posições chinesas, foi publicado um dia depois da entrada em vigor das novas tarifas punitivas a produtos americanos por um valor de 60 bilhões de dólares importados a cada ano pela China, uma reposta às mais recentes sanções americanas, adotas no início de maio contra 200 bilhões de dólares de produtos chineses.

Nos últimos dias Pequim passou claramente à contraofensiva, quase um ano depois do início do confronto econômico com Washington, anunciando que pode embargar certos metais, a elaboração de lista de empresas estrangeiras “não confiáveis”, o aumento de tarifas e uma retórica em que enfatiza sua capacidade de defesa.

Notícias relacionadas