menu

Brasil

26/07/2014


Coligação dE Dilma entra com ação contra propaganda paga na internet

ELEIÇÕES 2014

A campanha da presidenta Dilma Rousseff entrou com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a empresa Empiricus Consultoria & Negócios, o Google, Aécio Neves e sua Coligação Muda Brasil por veiculação indevida de propaganda eleitoral paga na internet.

A pretexto de oferecer análise do mercado de ações, a Empiricus tem veiculado, indevidamente, propagandas eleitorais pagas na internet, em site de pessoa jurídica, que tratam da eleição presidencial em curso, veiculando conteúdo negativo a Dilma e positivo a Aécio Neves.

De acordo com o coordenador jurídico da Campanha do PT, Flávio Caetano, a Lei eleitoral proíbe a propaganda paga na internet, impondo sua imediata suspensão. “A empresa Empiricus tem se utilizado de posts patrocinados junto ao Google para divulgar conteúdo propagandístico favorável a Aécio e desfavorável a Dilma, o que é juridicamente reprovável", afirma.

Notícias relacionadas