menu

Bahia

12/05/2016


Concha Acústica está pronta para show dos Novos Baianos

Mais de dois anos após o fechamento para obras, um dos mais tradicionais equipamentos de apresentações musicais de Salvador voltará a operar no circuito cultural da cidade.

Com mais de cinco décadas de atividade, a Concha Acústica do Teatro Castro Alves (TCA) voltará a funcionar nessa sexta-feira (13/5), com uma inauguração oficial que irá durar todo fim de semana, trazendo em seu palco nomes como Novos Baianos, Maria Bethânia e Carlinhos Brown, com uma estrutura completamente requalificada.

Nessa quarta-feira (11/5), o governador Rui Costa fez uma visita técnica ao complexo cultural e conheceu mais de perto a nova estrutura da casa de espetáculos.
“É um equipamento belíssimo que a Bahia e nossa cidade ganha. Nenhum estado brasileiro tem uma cultura tão forte. Já neste fim de semana, vamos receber pessoas de Brasil inteiro”, destacou o gestor, sobre espectadores de outros estados que também adquiriram ingresso para a abertura oficial.

O Festival “Eu Sou A Concha”, que acontecerá entre a próxima sexta-feira e o domingo, já está com todos os ingressos esgotados. A abertura, no dia 13, será destinada apenas a convidados e contará com uma apresentação de Maria Bethânia, com a participação especial de Margareth Menezes.

No mesmo dia acontecerá o espetáculo-cênico Kindembu, com a participação do Afoxé Filhos de Gandhy, Malê Debalê, Muzensa e Cortejo Afro.
Nos dias 14 e 15, será a vez de Carlinhos Brown, Baiana System e Novos Baianos comandarem os shows da nova Concha, a partir das 19h, tanto no sábado quanto no domingo.

O secretário de Cultura do Estado (Secult), Jorge Portugal, comemorou o sucesso de vendas das entradas. “Havia uma saudade muito grande do público baiano em relação à Concha. É como se fosse uma pessoa querida que fizesse uma viagem e a gente tava ansioso para que ela retornasse”.

A procura do público para o show dos Novos Baianos foi tão grande que o uma segunda apresentação foi confirmada para a próxima segunda-feira (16/5), também às 19h. Segundo Jorge Portugal, os ingressos estarão disponíveis no site www.ingressorapido.com.br, nesta quinta-feira (12/5).

Trazendo a formação original da banda – com Paulinho Boca de Cantor, Moraes Moreira, Pepeu Gomes, Dadi e Baby do Brasil – o primeiro show teve as entradas esgotadas em menos de duas horas no último dia 30. A inauguração também marca um novo ciclo da agenda cultural de Salvador.

Segundo a diretora artística da Concha Acústica, Rose Lima, o segundo semestre de 2016 possui, até agora, 50 pedidos para realização de espetáculos no espaço requalificado. “Estamos traçando essa logística artística até o final de 2016, e em diante, pois já há pedidos até 2017”, destacou.

Orçado em R$ 80 milhões, a requalificação da Concha Acústica envolveu uma reforma em todo espaço físico, acrescentando novos camarotes, lanchonetes, camarins, bilheteria, eco-telhado, e ainda um edifício-garagem de cinco pavimentos com aproximadamente 300 vagas que servirão de estacionamento para o público.

 A característica principal da Concha, com o espaço de público em formato de arquibancada circular – apelidado pelos artistas baianos como “o paredão”, devido a sua inclinação que, do palco, dá a sensação de estar diante de uma grande barreira – assim como sua capacidade máxima, que é de aproximadamente cinco mil pessoas.

Segundo o diretor-geral do TCA, Moacyr Gramacho, uma das grandes preocupações da requalificação foi a segurança do equipamento. “A Concha já estava operando no limite das normas de segurança, e com aquela tragédia da Boate Kiss a gente teria que fazer uma grande obra para criar grandes corredores de evacuação e entradas de público, e depois a parte de reforma e requalificação”.

Salas do Teatro Castro Alves serão parte da próxima etapa da requalificação

Dando continuidade às obras do Complexo TCA, a próxima etapa da requalificação se focará na Sala do Coro e, logo em seguida a Sala Principal do teatro.
Segundo o governador Rui Costa, será feito uma atualização tecnológica no espaço principal do TCA, melhorando o local, em critérios de acústica e conforto. “Após a inauguração já quero licitar e iniciar a sala do coro, e após sua inauguração, iremos à sala principal”.

 Uma das preocupações para a Sala Principal, segundo explica Moacyr Gramacho, é a blindagem acústica. “Quando o músico está fazendo um solo de piano lá dentro e passa um vendedor de cafezinho lá fora, o som entra. A sala não foi pensada para ter essa potência de som”.

As intervenções, contudo, não deverão ser agressivas, a ponto de demandar derrubas de paredes ou reconstrução da estrutura física do teatro, e deverão se manter em investimentos em equipamentos acústicos no interior da sala e no sistema de ar condicionado, segundo aponta Gramacho.

A autos-sustentabilidade do complexo também é outra preocupação do governo do estado, que tem como plano para o TCA, a construção de um telhado com placas solares, a fim de economizar energia, e um sistema de captação de água da chuva, para ser utilizado nos banheiros. Para tornar isso possível, Rui Costa afirmou que está buscando parceiros da iniciativa privada dispostos a apostar no projeto.
 

Tribuna da Bahia

Notícias relacionadas