menu

Rio Grande do Norte

24/12/2015


Confirmado um óbito em Natal por causa da Febre Amarela

Uma mulher de meia idade morreu depois de contrair o vírus da febre amarela em agosto deste ano. A doença é considerada erradicada nas cidades brasileiras desde 1942. No entanto, um exame laboratorial chegou ontem à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e confirma a doença. O transmissor do vírus da febre é o mesmo que já se notabilizou por transmitir dengue, febre chikungunya e zika vírus: o Aedes aegypti.
Com o resultado do positivo do exame, o Departamento de Vigilância em Saúde municipal deve iniciar uma investigação para saber como a mulher contraiu a febre amarela. Sempre que há registro de uma doença incomum em determinada região, as autoridades de saúde costumam a distinguir os casos importados (quando o paciente é infectado numa área de risco e se desloca para a cidade onde a doença é notificada) dos autóctones (aqueles em que o paciente contrai a doença na localidade onde mora). Essa deve ser uma das respostas dessa investigação epidemiológica. Isso é fundamental para formular ou reforçar estratégias de combate à doença.
Segue link da reportagem completa

Notícias relacionadas