menu

Sergipe

26/03/2015


Congestionamentos são inevitáveis na capital de SE

A curto e médio prazo não há como evitar os congestionamentos do início da manhã nas principais avenidas da capital sergipana. A informação é do diretor de Trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), capitão J. Luiz. Segundo ele, no período entre às 6h e 8h da manhã são cerca de 500 mil veículos nas vias de Aracaju.

“Evitar não! Há um excesso de veículos no chamado horário de pico na cidade e Aracaju continua com as mesmas grandes vias há décadas, fora uma ou outra exceção. Nesse horário, quando os pais estão levando os filhos para as escolas pela manhã temos cerca de 30% a mais da frota de veículos que circulam em outros horários”, explicou ele, ao lembrar da necessidade de outras grandes avenidas em Aracaju. Segundo o capitão J. Luiz, não há como “eleger” a pior via de circulação no horário de pico.

Segundo o diretor, outro horário que registra pontos de congestionamentos é entre às 17h e 19h no retorno para casa. “Não são congestionamentos como ocorre pela manhã, porque são as pessoas voltando do trabalho. Até mesmo o meio-dia quando os pais estão buscando os filhos nas escolas registramos tráfego tão intenso”, analisou.

Capitão J. Luiz frisou que a SMTT tem adotado medidas para fluidez do trânsito como o posicionamento de agentes em pontos críticos, o que segundo ele, tem colaborado para amenizar os problemas de congestionamentos. “Qualquer acidente, seja grande ou pequeno, potencializa ainda mais o congestionamento, por isso disponibilizamos agentes de trânsito em pontos com certa frequência de acidentes, para que os mesmos ajam com rapidez e solucionem o problema”, informou. São 40 agentes pela manhã e outros 30 no período da tarde e noite.

O diretor orienta que os motoristas utilizem outras vias. “Por exemplo, quem vem da área da zona de expansão em direção ao centro e costuma usar a Avenida Beira Mar busque como alternativa o Conjunto Augusto Franco utilizando a ponte Gilberto Vilanova para ter acesso ao centro”, orientou.

Escolas

O diretor de Trânsito da SMTT comentou ainda sobre outro problema crítico: a fluência do trânsito nas vias onde existem escolas. O capitão J. Luiz disse que uma das medidas da SMTT foi proibir o estacionamento de veículos em frente às unidades escolares. “Proibimos que o veículo seja estacionado em frente às escolas. Temos visto o egoísmo dos pais, que estacionam o carro e ainda levam o filho até dentro da escola. Ou seja, os outros que se virem”, salientou. “Alguns pais estão dando mau exemplo”, afirmou.
 

Notícias relacionadas