menu

Brasil

15/01/2014


Construção de via pode interligar litoral Norte da Paraíba

NESTA EDIÇÃO

Para trazer desenvolvimento econômico a um local, é necessário oferecer condições sustentadas em cinco pilares básicos: infraestrutura, comunicação, mão de obra qualificada, incentivo e acesso. O último engloba a reivindicação atual da Associação Amigos do Litoral Norte (AALN) paraibano, que propõe a construção de uma ponte interligando os municípios de Cabedelo e Lucena, além da Via Litorânea, que interligaria as cidades de Lucena, Rio Tinto, Marcação, Baía da Traição e Mataraca.

A associação, liderada pelo empresário Selmo Lima, reúne empreendedores, políticos e membros da sociedade civil que buscam encontrar apoio para que o poder público realize esses projetos. “Nosso objetivo é transformar a região em um local com potencial turístico ecológico e cultural”, salienta o presidente da AALN, Selmo Lima. Ele acredita que a região tem um potencial grande, mas que não está sendo explorado de forma suficiente. “Temos Lucena e Baía da Traição com atrações culturais, artesanato e potencial turístico grande, mas a dificuldade de acesso até essas localidades é o que dificulta isso”, aponta.

O Litoral Sul vem recebendo uma série de empreendimentos, como residenciais, condomínios, hotéis e empresas produtoras de cimento e de produção de energia limpa. O economista paraibano Celso Mangueira explica que o projeto já deveria ter sido executado há anos. Ele entende que Cabedelo, município vizinho à capital João Pessoa, também seria beneficiada. “Cabedelo, que é uma cidade construída em torno de um porto, teria outra dinâmica econômica com a construção desta ponte, o número de turistas iria aumentar consideravelmente”, explica.
 

Leia mais na Revista NORDESTE 85, nas bancas!

Notícias relacionadas