menu

Brasil

04/08/2015


Cunha fecha acordo com PSDB por impeachment

Durante um encontro realizado na segunda-feira (3) entre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e seus aliados do PSDB, DEM e Solidariedade foi discutida a possibilidade de se realizar uma manobra para pautar um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo, que citou duas fontes que participaram da reunião.

De acordo com a publicação, ficou acordada a possibilidade de que, após o TCU (Tribunal de Contas da União) encaminhar seu parecer a respeito das contas de governo de Dilma, Cunha rejeitaria o pedido de abertura de processo de impeachment, mas a oposição apresentaria um recurso, que seria votado e aprovado, garantindo a votação do impedimento da petista.

Neste momento, o TCU avalia se o atual governo fez as chamadas "pedaladas fiscais", irregularidade ao atrasar propositalmente o repasse de dinheiro a bancos e autarquias em 2014 e, com isso, teria omitido ao mercado financeiro e aos especialistas a real situação do saldo de suas contas. Após o julgamento, o relatório será encaminhado ao Congresso, que toma a decisão final.

Brasil 

Notícias relacionadas