menu

Brasil

26/02/2016


Cunha promete abrir ainda mais pré-sal a estrangeiros

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou nesta quinta-feira (25) que achou "muito ruim" o texto aprovado pelo Senado que prevê o fim da participação mínima de 30% da Petrobras na exploração do pré-sal.

"Não vi o texto que veio de lá (Senado), não sei se vai ter ou não apoiamento. Pelo que li nas notícias jornalísticas, achei o texto muito ruim, pior que o da Casa (Câmara)", afirmou Cunha.

Ele defende o projeto de autoria do deputado Mendonça Filho (DEM-PE), que abre ainda mais as reservas a estrangeiros. A proposta prevê a retomada do modelo de concessão de petróleo como forma de o governo arrecadar dinheiro para equilibrar as contas públicas. "Vamos dar preferência ao projeto da Casa (Câmara)", disse Cunha.

O regime de concessão era utilizado no Brasil até 2010, quando a sanção das leis 12.276/10 e 12.351/10 criaram um novo marco legal para a exploração do petróleo encontrado na camada pré-sal.

Notícias relacionadas