menu

Brasil

04/11/2013


Delegacia de Água Preta registra casos de boca de urna

EM PERNAMBUCO

Mais de nove pessoas foram flagradas realizando irregularidades durante a eleição suplementar do município de Água Preta, Mata Sul do Estado, neste domingo (3). Segundo informações da delegacia da cidade, os casos ainda estão sendo investigados, mas há constatações de boca de urna.

Dois candidatos disputam a vaga de prefeito na cidade: Armando Souto (PDT) e Eduardo Coutinho (PSB). No entanto, a Justiça Eleitoral proíbe manifestações coletivas em prol dos postulantes ou procedimentos que induzam os eleitores a votarem em determinado candidato pelo uso de alto falante e amplificadores de som, promoção de comícios ou carreatas, além da distribuição de materiais de propaganda política, inclusive volantes. A prática é chamada popularmente de ‘boca de urna’ e considerada crime eleitoral.

Segundo o comissário da Delegacia de Águia Preta, Jocélio Rodrigues, até o momento, mais de nove pessoas estão envolvidas em casos ilegais no local. “Fizemos o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) que dá direito a responder em liberdade e o Cartório Eleitoral ainda está dando os procedimentos. A irregularidade verificada foi a boca de urna por meio de panfletagens em Zona Eleitoral”, contou.

Para manter a segurança no processo eleitoral de forma regular, o comissário afirmou que o plantão de policiais civis está de prontidão, mas os detalhes dos ocorridos só serão apresentados após término da eleição. “O balanço só será divulgado nesta segunda-feira (4)”, contou.

TRE-PE
Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, foi constatado apenas um problema no processo eleitoral até o momento. A urna localizada no distrito de Santa Terezinha, seção 45, quebrou e foi substituída. Estava prevista para o processo de apuração dos votos começar a partir das 17h.

 

iG Pernambuco

Notícias relacionadas