menu

Economia

29/03/2016


Demissões no setor de óleo e gás pós Lava Jato chegam a 170 mil

Desde que o início da operação Lava Jato, há pouco mais de dois anos, a Petrobras e suas subsidiárias demitiram 169,7 mil pessoas, o que representa 61% da equipe atual.

Segundo levantamento da reportagem de Raquel Landim e Nicola Pamplona, em dezembro de 2013, eram 446,3 mil pessoas –de cada 10 trabalhadores empregados antes da Lava Jato, 4 foram dispensados.

Os cortes começaram em 2014, no último ano da gestão Graça Foster, quando 74,3 mil perderam o emprego, e se intensificaram sob comando de Aldemir Bendine, que cortou 95,4 mil até fevereiro deste ano. Atualmente, a Petrobras está hoje com um efetivo semelhante ao de 2007. 

Notícias relacionadas