menu

Política

13/01/2016


Depois que FHC foi citado em delação, PSDB baixa o tom sobre Lula

Diante da acusação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró de propina de R$ 100 milhões no governo FHC, o PSDB adotou um tom ameno sobre a menção de Lula na Lava Jato.

Para o líder tucano no Senado, Cassio Cunha Lima, “não se faz politicagem com isso”, segundo o colunista Ilimar Franco.

Cerveró apontou propina de R$ 100 milhões ao governo FHC na compra da empresa argentina PeCom pela estatal brasileira, em 2002.

Notícias relacionadas