menu

13/06/2019


Diálogos de futuro: Viagem à China pode render investimentos para Alagoas e outros estados do Nordeste

Fonte: Blog do Edivaldo Junior 

Segundo levabtamento, Estados brasileiros vão  buscar na China investidores capazes de alavancar investimentos ou financiamentos em grandes projetos. Bahia e Ceará já foram

Para governadores de vários Estados brasileiros, especialmente do Norte e Nordeste, a resposta está do outro lado do planeta. Em situação de penúria, os governos estaduais estão fazendo peregrinações à China em busca de investidores para movimentar suas economias, principalmente com o financiamento para obras de infraestrutura. Projetos industriais e na área de mineração também têm sido apresentados aos asiáticos na tentativa de alavancar os investimentos nos Estados.

Ratinho Junior (PSD), do Paraná, Rui Costa (PT), da Bahia, Waldez Góes (PSD), do Amapá e Paulo Cãmara (PSB) de Pernambuco estão entre os 12 governadores que foram ou pretendem visitar a China ainda este em missão oficial com o objetivo de captar novos intestimentos.A vice governadora da Paraiba, Ligia Feliciano, vai em julho.

A missão de Alagoas é uma delas. Será liderada pelo governador Renan Filho (MDB) e contará com a participação de vários secretários de Estado – Rafael Brito (Sedetur), Fabrício Marques (Seplag) Mozart Amaral (Setrand), Maurício Quintella (Infraestrutura) e George Santoro (Sefaz), entre outros – além de representantes da Assembleia Legislativa de Alagoas, Federação das Indústrias de Alagoas e Associação Comercial de Maceió.

“Será uma viagem de prospecção e também de confirmação de intenções de negócios”, adianta Rafael Brito.

Entre os interesses que os chineses tem por aqui estão investimentos em energia fotovoltaica, em portos (inclusive Maceió) e transporte de massa (VLT).
“Será uma missão de trabalho. São 5 dias, com diversas reunião já pré-agendadas, seguidas de rodadas de negócios. Cada secretário vai conversar com interessados sobre projetos específicos, acerca de sua área de atuação”, aponta Brito.
c

ROTEIRO – A “Missão China Alagoas” passará por cidades como Hong Kong, Shangai, Beijing, Linyi e Nantong. “Será uma verdadeira maratona. São mais de 3 mil km dentro da China, com dezenas de reuniões de trabalho, sem tempo livre para qualquer outro compromisso. Estamos confiantes, no entanto, que o esforço valerá a pena. Nossa expectativa é trazer resultados positivos, até porque já existem grupos chineses investimento em Alagoas”, afirma o secretário.

Notícias relacionadas