menu

Ceará

20/11/2015


Dilma anuncia novos recursos para obras no Estado

O governador Camilo Santana, juntamente com os governadores Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Ricardo Coutinho (Paraíba), Rui Costa (Bahia) e Ezequiel Ferreira (em exercício do Rio Grande do Norte) participou hoje do encontro com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, em Brasília, para tratar sobre projetos de combate à seca. Durante o encontro, o Governo Federal anunciou que irá liberar novos financiamentos para obras no Ceará, que serão utilizados para a instalação de dessalinizadores, a construção de adutoras de montagem rápida e a perfuração de poços nas regiões mais afetadas pela estiagem, além do reforço na Operação Carro-Pipa nas zonas urbanas, entre outros projetos. Também participaram da reunião os ministros Jaques Wagner (Casa Civil) e Gilberto Occhi (Integração Nacional).

Ainda na reunião, a presidenta Dilma Rousseff voltou a garantir a conclusão da maior obra hídrica do país para o próximo ano. "O mais importante desse encontro foi o compromisso que a presidenta Dilma reiterou, assim como eu já vinha pedindo desde o início do ano, da conclusão da Transposição do São Francisco, que já está com as obras muito adiantadas. A perspectiva é de que em agosto do ano que vem as águas cheguem a Jati (Região do Cariri), o que vai garantir um melhor abastecimento do Castanhão e automaticamente a distribuição dessa água em boa parte do estado, inclusive Fortaleza e Região Metropolitana. Essa é a grande segurança para o Ceará em relação ao abastecimento de água, principalmente em 2017", explicou Camilo.

"Estamos na expectativa de que em 2016 também poderemos enfrentar dificuldades. Antecipando a situação, os Estados vão ter a responsabilidade de, até o final do mês, apresentar para o Governo Federal um plano de trabalho para ações emergenciais. Foi uma reunião muito positiva, muito objetiva por parte da presidenta, destacando a preocupação dela não só com o Ceará, mas com todo o Nordeste e o Semiárido. Enfrentar mais um ano consecutivo de seca vai exigir muita articulação e união de municípios, estados e o Governo Federal", relatou o governador Camilo.

 

Ainda na reunião, a presidenta Dilma Rousseff voltou a garantir a conclusão da maior obra hídrica do país para o próximo ano. "O mais importante desse encontro foi o compromisso que a presidenta Dilma reiterou, assim como eu já vinha pedindo desde o início do ano, da conclusão da Transposição do São Francisco, que já está com as obras muito adiantadas. A perspectiva é de que em agosto do ano que vem as águas cheguem a Jati (Região do Cariri), o que vai garantir um melhor abastecimento do Castanhão e automaticamente a distribuição dessa água em boa parte do estado, inclusive Fortaleza e Região Metropolitana. Essa é a grande segurança para o Ceará em relação ao abastecimento de água, principalmente em 2017", explicou Camilo.

 

Reforço das ações no Semiárido


O Governo do Estado vem reforçando as ações de combate à seca nos municípios do semiárido cearense mais afetados com a escassez de água. Nos meses de outubro e novembro deste ano, Camilo Santana autorizou a dispensa de licitação para a perfuração de mais 180 novos poços em zonas urbanas e rurais que estão com situação de emergência decretada, como reforço para o Programa Estadual de Perfuração de Poços. As frentes de trabalho acontecem em mais 12 sedes municipais, com as máquinas da Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra) e as perfuratrizes contratadas pelo governo, nos municípios de Independência, Apuiarés, Baixio, Umari, Ipaumirim, Novo Oriente, Parambu, Pereiro, Salitre, São Luís do Curu, Uruoca e Morrinhos. Foi autorizada ainda pelo governador Camilo a construção de uma adutora de montagem rápida (AMR) na cidade do Cedro, na Região Centro-Sul do estado. E anunciado o reforço da Operação Carro Pipa da Defesa Civil do Estado, nas sedes urbanas de Independência, Palmácia e Parambu.


As medidas são todas acertadas e divulgadas durante as reuniões do Comitê de Monitoramento da Situação do Semiárido Cearense, que acontecem semanalmente no Palácio da Abolição, em Fortaleza, comandadas pelo secretário-chefe de Gabinete do Governador, Élcio Batista. Os encontros também são monitorados pelo governador Camilo, que participa do evento uma vez por mês. "Estamos acompanhando semanalmente com os gestores e técnicos dos órgãos para, além de termos um diagnóstico fiel, podermos concentrar ações e benefícios nas regiões que mais precisam de nossa atenção. O abastecimento de água em todo o estado faz parte das prioridades do Governo Camilo Santana, que acompanha de perto todo o cenário e participa do planejamento das ações a serem adotadas", explica.

 

Plano Estadual de Convivência com a Seca


Todas as ações do Governo do Estado estão no Plano Estadual de Convivência com a Seca, apresentado pelo governador Camilo Santana em fevereiro deste ano. Em março, o governador deu pontapé inicial a novas ações, garantindo uma economia de R$ 4,4 milhões, ao realizar um leilão reverso na Assembleia Legislativa para a contratação de seis empresas que estão construindo sistemas simplificados de abastecimento de água no Ceará. Em julho, foi a vez das adutoras de montagem rápida. Camilo Santana novamente comandou pessoalmente um leilão reverso, desta vez em Quixeramobim, em que foi contratada a construção dos equipamentos para garantir o abastecimento das sedes municipais de Quixeramobim, Ibicuitinga, Independência e Arneiroz, beneficiando cerca de 104 mil pessoas. Os recursos para essas obras vieram do pacote de R$ 164 milhões anunciados pelo ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, em junho, em visita ao Estado. Ainda dentro das ações, foram liberados cerca de R$ 21 milhões no reforço à Operação Carro-Pipa e outros R$ 94 milhões para a implantação de sistemas de abastecimento de água para 30.500 habitantes de 64 comunidades rurais cearenses situadas ao longo Eixo Norte do Canal de Integração do Rio São Francisco, captando água do próprio Canal. 

Notícias relacionadas