menu

Brasil

22/12/2015


Dilma articula viabilização de convocação extraordinária do Congresso

A presidente Dilma Rousseff mobilizou os ministros do núcleo político para avaliar a viabilidade de uma convocação extraordinária do Congresso Nacional na segunda quinzena de janeiro, para acelerar a votação do processo de impeachment.

Segundo reportagem de André Jubé e Raphael Di Cunto, o assunto foi discutido ontem em reunião dos líderes da base aliada na Câmara dos Deputados com o ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, no Planalto.

Motivada pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que devolveu a palavra final sobre a abertura do processo ao Senado, a presidente Dilma aposta nas chances de vitória do governo e quer abreviar a crise política para implementar as medidas de reforço da economia.

O líder do PDT, deputado Afonso Motta (RS), defendeu que a presidente edite um decreto de convocação extraordinária do Congresso. São necessários 257 votos na Câmara e 41 no Senado para aprovar a convocação.

Notícias relacionadas