menu

Brasil

15/02/2016


Dilma prevê novas regras na exploração do Pré-Sal

Diante da crise econômica e da queda do preço do petróleo, a presidente Dilma Rousseff admite a possibilidade de rediscutir a obrigatoriedade de participação da Petrobras de pelo menos 30% nos consórcios, desde que a empresa mantenha o direito de preferência nos próximos leilões.

Segundo reportagem de Andréa Jubé, a mudança não prevê ‘abrir as porteiras’ para companhias internacionais, como prevê o projeto de lei do senador tucano José Serra. Um interlocutor do governo diz que a presidente não permitirá que a Petrobras sofra nenhum prejuízo e também não abre mão de destinar os recursos arrecadados à saúde e à educação.

O decreto baixado pela presidente no início de janeiro, flexibilizando normas relativas à exigência de conteúdo nacional na fabricação de equipamentos usados no pré-sal, já teria sido pensado no âmbito das mudanças regulatórias do setor. 

Notícias relacionadas