menu

Brasil

15/03/2016


Dilma “repudia” envolvimento do nome dela em iniciativa de Mercadante

O Palácio do Planalto rechaçou em nota o envolvimento da presidente Dilma Rousseff em suposta ações do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, reveladas na delação premiada do senador Delcídio Amaral (PT-MS).

De acordo com a delação de Delcídio, Mercadante teria oferecido benefício financeiro para que ele não firmasse o acordo de delação e prometido conversar com ministros do STF em favor do senador, que estava na prisão. Veio à tona nesta terça uma conversa entre Mercadante e José Eduardo Mazagão, assessor próximo de Delcídio.

No texto, Dilma repudia com veemência e indignação a tentativa de envolvimento do nome dela no que chama de "iniciativa pessoal" de Mercadante. Mais cedo, em coletiva de imprensa, o ministro declarou: "a presidente não tem nenhuma responsabilidade, é inteiramente minha". Ele disse que o diálogo foi editado pela Veja, responsável pela publicação, e afirmou que "jamais" tentou evitar a delação de Delcídio.

Abaixo, a íntegra da nota:

Nota à imprensa

A presidenta da República, Dilma Rousseff, repudia com veemência e indignação a tentativa de envolvimento do seu nome na iniciativa pessoal do ministro Aloizio Mercadante, no episódio relativo à divulgação, feita no dia de hoje (15), pela revista Veja.

Secretaria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República

Brasil 247

Notícias relacionadas