menu

Brasil

26/11/2015


Dilma vê “erro grosseiro” de Delcídio e diz que atitude dele é indefensável

O jornalista Kennedy Alencar, do Portal iG, comentou em seu blog que a presidenta Dilma Rousseff (PT) acredita que o senador Delcídio do Amaral caiu em uma armadilha e tomou uma atitude indefesável. Confira o texto de Kennedy:

Numa reunião no final da manhã de ontem, já perto do meio-dia, a presidente Dilma Rousseff disse que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) cometeu “um erro grosseiro” ao tentar negociar proteção com Bernardo _filho de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras.

Em conversa com ministros, Dilma discutiu a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS). Ela demonstrou surpresa, mas também abatimento. Dilma tem boa relação pessoal com Delcídio. Gosta dele.

Para a presidente, o senador acabou caindo numa armadilha e tomando uma atitude indefensável. Ou seja, não há margem nenhuma para o governo defender Delcídio.

O PT, que sempre recebe a carga maior do desgaste da Lava Jato na comparação com a presidente, desvinculou-se rapidamente do senador. Teve uma reação dura, negando solidariedade.

O poder de Delcídio estava mais ligado ao prestígio junto à presidente do que a uma rede de apoio partidário. O suporte de nove senadores do PT contra a decisão do STF de prender Delcídio deve ser entendido, na sua maioria, mais como um ato de solidariedade de colegas que poderão ser vítimas da Lava Jato do que como apoio partidário.

Notícias relacionadas