menu

Brasil

26/11/2014


Divergência fará transição de Governo ter pelo menos 2 relatórios finais

Piauí

Acabou a transição no governo do Estado do Piauí. Nesta 6ª feira, a comissão apresentará o relatório final sobre a realidade do Estado. Não houve consenso entre as partes, por isso, serão apresentados dois relatórios. Um do governo que sai e outro do governo que vai entrar, com históricos diferentes. Os dois relatórios mostram situações contraditórias. Em função disso, os relatórios não terão assinaturas conjuntas. Cada um assinará o seu. “Nós não vamos avalizar e nem assinar o relatório deles. Entendemos que a realidade é outra do que eles falam, portanto, não concordamos”, disse o líder do governo, deputado João Mádison(PMDB).

CONTUNDENTE
O relatório dos técnicos do futuro governo mostra um Piauí desequilibrado do ponto de vista administrativo e financeiro. As recomendações para o futuro governador, são de que, deve haver uma enxugada radical na folha de pagamento e um ajuste nas contas públicas.

ATÉ A SECA
No relatório até a seca é tratada como problema a ser resolvido pelo governo. A recomendação é a abertura de novos poços pela Defesa Civil para garantir ao lavrador a salvação da lavoura.

O OUTRO LADO
Já o relatório do atual governo mostrará que o Estado está equilibrado e que, a crise pela qual ele passa, tem um responsável: o governo federal, que não liberou recursos e verbas institucionais inviabilizando a gestão presente. No relatório, o governo diz que está honrando os pagamentos de suas dívidas.

TABELA DE PAGAMENTO
O secretario de Fazenda do Estado, Carvalho Neto, confirmou o cumprimento da tabela de pagamento do Estado. Nesta 4ª, 26, começa novembro e termina dia 5 de dezembro. De 16 a 19 de dezembro sai o 13º salário e dia 26 começa dezembro que vai até dia 6 de janeiro.

QUALIFICAÇÃO
A Assembleia Legislativa aprovou nesta 3ª feira, projeto de lei que altera as regras para ingresso na secretaria de Fazenda. A partir de agora todo concurso que houver na Fazenda será exigido nível superior. Mas, essa isonomia não se aplica também aos salários.

RECONCILIAÇÃO
Na Semana Nacional de Conciliação em Teresina, um fato deixou juízes e serventuários felizes. Um casal que estava em processo de separação surpreendeu e pediu a extinção do feito. Ao invés de conciliar, houve reconciliação. O casal saiu do Tribunal para uma nova lua de mel.

O TAMANHO DO ROMBO
O assalto praticado pelo partido do governo e seus aliados aos cofre das Petrobrás é maior do que o PIB de 50 países. E mais, o empréstimo que a China fez para socorrer a Argentina, U$ 500 milhões é troco, se comparado ao que surrupiaram de nossa maior estatal.

ELE SABIA
Só agora, com os depoimentos da Lava jato é que se pode entender porque o então presidente Lula falou em extinguir o TCU em 2007. A roubalheira estava começando e a corte de contas mandou parar com o superfaturamento na Petrobrás.

NOVA SIGLA
Vem aí o novo Partido Liberal. Já nasce com o carimbo chapa branca. Chega pelas mãos de Gilberto Kassab. Vai acomodar os insatisfeitos da oposição e do governo. Terá pouco mais de 30 deputados. Depois será fundido ao PSD que se tornará a maior bancada do Congresso.

NOTAS & NÓTULAS
*O River começou bem a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil 20105. Contratou o técnico que levou o Sampaio Correia a série B: Flávio Araújo.

*Morto nesta 2ª feira, o empresário Morais Brito era chamado de o rei do Delta. O outro, também morto, era o príncipe. E agora, quem vai sucede-los?

*A Polícia, a Justiça e o Ministério Público procuram com uma lupa, o indivíduo que coordenava aqui as ações do projeto 1º Tempo. Meteram mão no dinheiro público.

 

(Do Portal 180 graus)

Notícias relacionadas