menu

Brasil

28/09/2015


Doações privadas: PT, PMDB e PSDB foram os que mais se beneficiaram

Vetadas pela presidente Dilma Rousseff, após o Supremo Tribunal Federal considerar inconstitucionais, as doações privadas foram o principal meio de financiamento de campanhas eleitorais no Brasil, entre 2010 e 2014. Segundo lavamento do ‘Estadão Dados’, somados, os diretórios nacionais do PT, do PMDB e do PSDB receberam R$ 2 bilhões em doações de pessoas jurídicas no período, em valores atualizados pela inflação – o que representa dois terços do volume total arrecadado pelas três legendas nesses cinco anos.

No total, os três maiores partidos arrecadaram quase R$ 3 bilhões de 2010 a 2015. A segunda fonte mais importante foi o Fundo Partidário, formado por recursos públicos: R$ 743 milhões, o equivalente a 25% do total. As doações de pessoas físicas para os três partidos somaram cerca de R$ 47 milhões – apenas 1,6% do total das receitas.

De acordo com o levantamento, na divisão por partidos, o PT foi o principal beneficiário das doações das empresas: recebeu R$ 967 milhões, ou 48% do total. Em segundo lugar, apesar de não ter lançado candidato a presidente em 2010 e em 2014, aparece o PMDB, com R$ 539 milhões (27%). A seguir vem o PSDB, com R$ 498 milhões (25%) 

Notícias relacionadas