menu

Brasil

18/03/2014


Eleição da presidência da Câmara deve ser antecipada

MARANHÃO

A discussão que se estende por meses na Câmara Municipal de São Luís parece que agora vai ter seu desfecho. O requerimento que pede urgência na votação da eleição da Mesa Diretora do legislativo municipal foi citado ontem pelo próprio autor, vereador Marquinhos (PRB), quando, durante a sessão ordinária, ele pediu que retirasse outra proposição de sua autoria, que tratava da implantação de uma UPA no bairro do Anil, para que se colocasse o pedido de urgência em votação.

De pronto, o presidente em exercício, vereador Astro de Ogum (PMN), afirmou que ainda não era hora da discussão sobre a antecipação, mas Marquinhos afirmou durante o embate que, por respeito à vereadora Rose Salles (PCdoB), iria retirar a proposição sobre a UPA e não queria deixar o vácuo da proposição, por isso, sugeriria que o debate se ampliasse quanto à antecipação da eleição na Câmara Municipal.

Logo após a sessão, o vereador Astro de Ogum afirmou que o requerimento de urgência deve sim ir à pauta e que a Câmara está tendo cautela em tratar do assunto. “Estamos tratando as coisas com responsabilidade. Dentro do possível, o que a gente pode fazer, a gente está fazendo. O requerimento do Marquinhos deve subir para pauta”, afirmou.

Quanto à demora em tratar do assunto, o presidente disse que há uma questão técnica que impede que a antecipação integre a pauta. “O vereador está com esse requerimento desde o ano passado. Nós estamos analisando com a procuradoria se nesse assunto cabe requerimento ou Emenda à Lei Orgânica”, analisou Astro de Ogum.

Apesar da argumentação do presidente da Casa, Marquinhos afirmou que ele fez duas proposições, uma que é uma Emenda à Lei Orgânica e outra proposição que é um requerimento pedindo urgência na discussão da Emenda. “O meu requerimento é solicitando urgência na discussão da minha emenda. Estou emendando a Lei Orgânica do Município no sentido de antecipar a eleição da Mesa Diretora aqui da Câmra Municipal de São Luís”, declarou o vereador.
Marquinhos afirmou ainda não acreditar haver divergências técnicas em relação à proposição e que a previsão é que seja discutida no Plenário ainda nesta semana. “Com relação à parte técnica eu estou tranquilo, só quero que seja discutido. Eu espero que venha à Plenário ainda essa semana”, disse.

 

(O Imparcial)

Notícias relacionadas