menu

Política

07/10/2018


Eleitores de Bolsonaro postam fotos e vídeos com armas na urna

Imagens circulando em redes sociais como Whatsapp e Twitter mostram eleitores gravando as urnas eletrônicas enquanto portam armas de fogo. Em um vídeo um eleitor digita os números 1 e 7 e confirma o voto no candidato Jair Bolsonaro (PSL), utilizando o cano da arma. Em outra imagem o eleitor fotografa a urna com um revólver em cima. Na imagen não é possível identificar o autor da ação, mas percebe-se que a urna pertence à Escola Estadual Professor Mauricio Brum, em São João do Mereti, interior do Rio de Janeiro.

O vice-procurador eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Humberto Jacques de Medeiros, afirmou ao jornal Estado de São Paulo, no início da tarde deste domingo que o tribunal está apurando as imagens e vídeos.

Filmar ou fotografar a urna eletrônica no momento do voto é crime eleitoral . De acordo com o Artigo 91 da Lei 9.504, é proibido “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras, dentro da cabine de votação ”, fazendo com que o eleitor seja obrigado a deixar o dispositivo com o mesário na hora de votar. A pena para quem viola ou tenta violar o sigilo do voto, de acordo com o artigo 312 da Lei nº 4.737 do Código Eleitoral, é de até dois anos de prisão.

Eleitores que levarem armas para a cabine de votação podem ser presos por crime eleitoral com agravante de porte de armas.

Confira o vídeo:

Da redação

Notícias relacionadas