menu

Brasil

09/12/2015


Em Boa Vista, Dilma se defende e diz que “não há nenhum delito” contra ela

A presidente Dilma Rousseff participou nesta quarta-feira, 9, em Boa Vista (RR), da entrega unidade habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida. Dilma se defendeu das acusações de ter cometido crime de responsabilidade com as chamadas "pedaladas fiscais", principal argumento do processo de impeachment contra ela na Câmara.

"Uma das razões para que eu esteja sendo julgada hoje é porque uma parte deles acha que nós não gastamos, que nós não deveríamos ter gastado da forma que gastamos para fazer o Minha Casa, Minha Vida. Uma das razões é esta, é o que eles chamam de pedaladas fiscais", disse a presidente.

"Mas não há nenhum delito, nenhum crime apontado contra nós. Então, eu digo para vocês o seguinte: eu vou continuar fazendo o Minha Casa, Minha Vida. Isso não é um desafio a ninguém. Nós não queremos desafiar ninguém. Mas nós vamos continuar, mesmo que num ritmo um pouco menor. O nosso objetivo é continuar o programa Minha Casa, Minha Vida", acrescentou.

Dilma enfatizou que tem legitimidade das urnas para continuar à frente do País. "Quero continuar na Presidência, primeiro, porque fui eleita. Mas também porque nos últimos 500 anos ninguém fez um programa habitacional como esse, para as pessoas mais pobres. Ninguém", afirmou.

Brasil 247 

Notícias relacionadas