menu

Brasil

16/02/2015


Em déficit, 18 Estados terão de adotar ajustes

Ao menos 18 dos 27 Estados apresentaram déficit nas contas do ano passado. Desequilíbrio orçamentário obriga governadores a adotar, assim como o governo federal, pacote de ajustes. Em Minas Gerais, por exemplo, o governador petista Fernando Pimentel anunciou um corte de 20% nos gastos com contratação de funcionários concursados que exercem cargos de comissão. Ele herdou do governo de Alberto Pinto Coelho (PP) um déficit de R$ 1,5 bilhão, segundo balanço do Portal da Transparência.

No total, os governos estaduais registraram uma baixa de R$ 13,2 bilhões, segundo a metodologia adotada pelo Banco Central, e de R$ 11,7 bilhões pelos balanços locais – o Amapá ficou de fora da conta porque não publicou os dados.

Para este ano, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, indicou que espera das administrações estaduais um superávit de R$ 11 bilhões.

Notícias relacionadas