menu

Brasil

18/06/2014


Em dia do goleiro Ochoa, Brasil fica no 0 x 0 em Fortaleza

Empate

Milhares de pessoas que foram à Arena Castelão, em Fortaleza, e milhões de pessoas Brasil afora terão que esperar mais um pouco para soltar o grito de gol preparado para hoje (17). A seleção brasileira não conseguiu vencer a defesa mexicana, principalmente o goleiro Ochoa, e ficou no 0 x 0 no jogo de hoje. Foi o primeiro empate entre as duas seleções na história das copas.

O México, que sofreu para se classificar para a Copa do Mundo, demonstrou estar recuperado e pronto para dar trabalho no torneio. Os comandados do técnico Miguel Herrera começaram o jogo com uma marcação adiantada, dificultando a saída de bola da seleção brasileira e fazendo faltas. O Brasil tentou dominar o jogo logo no começo, mas sucumbiu à boa defesa adversária e não conseguiu armar jogadas de perigo.

Aos dez minutos de partida, o Brasil entrou na área mexicana. Em jogada de linha de fundo, Oscar lançou para Fred, que bateu para fora. O atacante brasileiro estava impedido, mas o juiz não viu a irregularidade. Três minutos depois, o camisa 9 brasileiro teve outra boa oportunidade, mas não conseguiu tirar o zero do placar.

Aos 23 minutos do primeiro tempo, o México assustou com um ótimo chute de fora da área, com Herrera. Julio Cesar fez grande defesa. Dois minutos depois, o Brasil respondeu com uma cabeçada de Neymar no canto esquerdo. Ochoa se esticou todo para evitar o gol do Brasil. Foi a primeira participação do goleiro mexicano, que se tornaria protagonista da partida.

Aos poucos, o México começou a se soltar no jogo. Com boa marcação no meio-campo, os mexicanos deram trabalho para a defesa brasileira. Aos 40 minutos, Vázquez chutou à direita do gol, assustando a torcida. O primeiro tempo foi muito aquém do que os brasileiros esperavam, mas não faltou apoio ao time. Os 60.342 torcedores que lotaram o Castelão cantavam e gritavam. Brasileiros e mexicanos se revezaram nos gritos, de maneira saudável e respeitosa, repetindo o que já havia acontecido do lado de fora do estádio.

No segundo tempo, o Brasil tentou ser mais ofensivo e a aposta era o atacante Bernard. Foi ele que, aos dois minutos, cruzou para Neymar dentro da área, mas a defesa mexicana afastou. O ímpeto brasileiro, porém, não se confirmou. O México continuou dominando o meio-campo e apostando em chutes de longe. Aos nove minutos, Vázquez arriscou e a bola passou perto. Dois minutos depois, Herrera também tentou com perigo. Duante de um jogo nervoso e pobre tecnicamente, a torcida apoiava, mas os times em campo não conseguiram fazer sua parte.

 

(Agência Brasil)

Notícias relacionadas