menu

Brasil

17/05/2016


Em nota, Dilma detona Serra e agradece “solidariedade do mundo inteiro”

A presidente Dilma Rousseff se manifestou, através do Facebook, sobre a reação do mundo contra o golpe em curso no Brasil. Segundo ela, "a reação de governos estrangeiros e de importantes setores da opinião pública mundial, entre eles o Secretário-Geral da OEA, expressa a indignação internacional diante da farsa jurídica aqui montada".

"Ao mesmo tempo, revela a preocupação de que essas práticas, travestidas de legalidade, possam se espalhar por outras partes do mundo, especialmente na América Latina, promovendo a desestabilização de governos legítimos e revertendo as grandes conquistas sociais e democráticas alcançadas nos últimos 15 anos", reforçou.

Dilma ainda diz que "forças partidárias, como as que pretendem agora conduzir a política externa brasileira – tradicionalmente submissas às grandes potências – não têm autoridade política ou moral para invocar o princípio da soberania, sobretudo quando têm costumeiramente praticado a ingerência nos assuntos internos de outros países da região".

Mais cedo, Serra foi repreendido por Ernesto Samper, secretário-geral da Unasul, que disse que não iria discutir com um "chanceler interino" (leia aqui).

Abaixo o texto na íntegra:

Notícias relacionadas