menu

Brasil

12/06/2015


Em Salvador, Lula aponta ‘fascismo’ em ataques ao PT

O ex-presidente Lula comparou, nesta sexta-feira 12, os ataques disparados contra o PT com a construção de um discurso nazista e fascista. Ele reiterou o discurso que o presidente nacional da legenda, Rui Falcão, vem fazendo, de que "criaram um processo de criminalização" contra a sigla.

"O partido precisa entender que criaram um processo de criminalização contra ele. É importante que a gente saiba como funciona: É só assistir um filme. Como surgiu o nazismo ou o fascismo? A gente sabe como isso começa. E começa exatamente tentando desacreditar pessoas, tentando levantar coisas sobre as pessoas até que elas fiquem desacreditadas", disse o ex-presidente.

As declarações foram feitas em Salvador, na Bahia, durante o segundo dia de atividades no 5º Congresso Nacional do PT. Na noite de ontem, durante a abertura do evento, Lula ressaltou que "há dez anos anunciam a morte do PT, mas estamos vivos" (leia aqui). A presidente Dilma Rousseff também discursou na abertura do congresso.

O partido lançou nesta sexta, durante o congresso, uma campanha nacional de arrecadação. Lula incentivou que sejam feitas doações mensais por parte de militantes, a fim de que o partido possa "respirar aliviado". O ex-presidente se reuniu hoje com delegados do evento.

"É muito importante (para o PT) voltar a fazer o que ele já soube fazer muito bem. Na campanha de 82, cada comício que a gente fazia tinha que vender camiseta, a gente vendia estrelinha… Nada era dado de graça. Na campanha de 89, que a gente quase ganhou, a gente vendia adesivo no segundo turno. Obviamente que os tempos mudaram, mas acho que naquele tempo a gente fazia PT com mais intensidade do que a gente faz PT hoje", comparou Lula.

Leia abaixo reportagem da Agência Brasil:

Com presença de Lula, PT lança campanha destinada a financiar o partido

Luciano Nascimento – Com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT lançou hoje (12) campanha para arrecadar fundos para a legenda. No segundo dia de atividades do 5º Congresso Nacional do PT, em Salvador, o ex-presidente, que fez a primeira doação simbólica, também defendeu que a militância petista volte a fazer contribuições financeiras ao partido.

A iniciativa ocorre após o partido ter anunciado que não receberia mais doações de empresas privadas. Ontem (11), durante a abertura do 5º Congresso nacional do PT, o presidente nacional do Partido, Rui Falcão (http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-06/rui-falcao-defe…) reafirmou que o partido não receberá mais doações de empresas para ser coerente com o posicionamento contrário ao financiamento empresarial de campanhas e favorável ao financiamento público exclusivo.

As doações, apenas de pessoas físicas, poderão ser feitas por meio de uma plataforma online que começará a funcionar a partir de sábado (13). O valor mínimo para doação é R$ 25 e, o máximo, R$ 5 mil. O pagamento das doações deverá ser feito por meio de cartão de crédito, em transação online.

Citado nas investigações da Operação Lava Jato por ter recebido propina de fornecedores da Petrobras, o PT vem discutindo, nos últimos meses, meios alternativos às doações de empresas. A decisão do partido de não mais receber doações de empresas privadas foi anunciada por Falcão em abril deste ano, após reunião do diretório nacional da legenda. À época, o dirigente petista ressalvou que, antes de implementar a decisão, teria de submetê-la ao congresso nacional da sigla, que está sendo realizado desde esta quinta-feira na capital baiana.

Brasil 247

Notícias relacionadas